Usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência em nosso portal, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao continuar navegando, você concorda com este monitoramento. Leia mais na nossa Política de Privacidade.

  • Faça uma visita na Rua General Zeca Netto, 970 – no centro de Camaquã ENTRE EM CONTATO (51) 9 9368-4947 (9)
  • Design sem nome – 2024-02-06T170807.664
  • Design sem nome – 2024-02-29T143231.335
  • globalway (1)
  • Faça uma visita na Rua General Zeca Netto, 970 – no centro de Camaquã ENTRE EM CONTATO (51) 9 9368-4947 (7)
  • Design sem nome – 2024-02-06T154143.111
  • Design sem nome – 2024-02-29T112346.494
  • TEXEIRA GÁS ultragaz
  • Faça uma visita na Rua General Zeca Netto, 970 – no centro de Camaquã ENTRE EM CONTATO (51) 9 9368-4947 (8)
  • Banner-Camaqua_CC 970×90 (5)

Vespas para controle biológico de lagartas são distribuídas em lavouras


Por Redação Clic Camaquã Publicado 26/12/2013
Ouvir: 00:00

Nos 14 hectares de milho para silagem cultivados por Mariane e Alexandre Massignan, em Farroupilha, foram distribuídas, no fim de semana, cartelas com ovos das vespas Trichogramma sp.. Ao nascer, o inseto minúsculo vai parasitar os ovos das mariposas, controlando as lagartas, tanto da espiga como do cartucho, de forma sustentável. 

Mariane considerou a aplicação fácil e rápida. A família conheceu a alternativa em um Dia de Campo promovido pela Emater/RS-Ascar para divulgar a campanha estadual que visa substituir o uso de inseticidas pelo controle biológico, protegendo o meio ambiente e a saúde dos produtores.

Para Mariane, o fato de não precisar trabalhar com produtos químicos foi a principal motivação para testar o controle biológico. De acordo com ela, há dois anos e meio o marido teve um sério problema de saúde (câncer), que pode ter sido causado pelo uso de agroquímicos. Para utilizar o controle biológico, a família trocou o milho transgênico pelo híbrido comum, que custa menos da metade do preço.

Em Farroupilha, oito famílias estão utilizando o controle biológico em 33 hectares de milho. Para incentivar o uso, a aquisição do agente biológico, produzido em laboratório, foi totalmente subsidiada pela Secretaria Municipal da Agricultura.

Conforme o técnico agrícola da Emater/RS-Ascar de Farroupilha, Milton Grassiani, essas lavouras vão servir como unidades demonstrativas, como polo de difusão dessa tecnologia, para que a cada ano a área aumente. Atualmente, no município são cultivados 1.200 hectares de milho, sendo 600 ha destinados à produção de grãos e 600, para silagem.

As propriedades onde o sistema de controle foi implantado serão acompanhadas pelos técnicos da Emater/RS-Ascar. Segundo o assistente técnico regional da Emater/RS-Ascar, João Villa, garante que a tecnologia é eficiente no controle da praga, além de ter baixo custo e ser sustentável. 


  • globalway (1)
  • Design sem nome – 2024-02-29T112346.494
  • Faça uma visita na Rua General Zeca Netto, 970 – no centro de Camaquã ENTRE EM CONTATO (51) 9 9368-4947 (8)
  • Faça uma visita na Rua General Zeca Netto, 970 – no centro de Camaquã ENTRE EM CONTATO (51) 9 9368-4947 (9)
  • TEXEIRA GÁS ultragaz
  • Design sem nome – 2024-02-06T154143.111
  • Banner-Camaqua_CC 970×90 (5)
  • Design sem nome – 2024-02-06T170807.664
  • Design sem nome – 2024-02-29T143231.335
  • Faça uma visita na Rua General Zeca Netto, 970 – no centro de Camaquã ENTRE EM CONTATO (51) 9 9368-4947 (7)