Usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência em nosso portal, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao continuar navegando, você concorda com este monitoramento. Leia mais na nossa Política de Privacidade.

  • Design sem nome – 2024-02-06T154143.111
  • Design sem nome – 2024-02-06T170807.664
  • Design sem nome – 2024-02-29T143231.335
  • WhatsApp Image 2024-03-01 at 09.20.19
  • Faça uma visita na Rua General Zeca Netto, 970 – no centro de Camaquã ENTRE EM CONTATO (51) 9 9368-4947 (8)
  • Design sem nome – 2024-02-29T112346.494
  • banner felice 2
  • globalway (1)
  • Faça uma visita na Rua General Zeca Netto, 970 – no centro de Camaquã ENTRE EM CONTATO (51) 9 9368-4947 (7)
  • Faça uma visita na Rua General Zeca Netto, 970 – no centro de Camaquã ENTRE EM CONTATO (51) 9 9368-4947 (9)
  • TEXEIRA GÁS ultragaz
  • _26345 banner topo 970×90 px (PNG)
  • Banner-Camaqua_CC 970×90 (5)

Mosquito-pólvora: inseto preocupa bananicultores do RS

Governo do estado envia fiscais para investigar a proliferação do inseto


Por João Victor Fagundes Publicado 12/04/2024
 Tempo de leitura estimado: 00:00
banani
Foto: Site PorAcaso

Nesta terça-feira (09), o Governo estadual informou que enviou fiscais aos municípios que registraram focos do inseto em plantações de bananas. O intuito da visita dos fiscais é monitorar a proliferação do Mosquito-Pólvora, ou Maruim (outro nome dado ao mosquito).

Investigação
A Secretaria da Agricultura, Pecuária, Produção Sustentável e Irrigação (Seapi) investiga as principais causas que possam estar causando a proliferação desenfreada do mosquito. Dentre as principais hipóteses, estão: a presença do fenômeno El Niño, temperaturas altas, umidade e ambientes irregulares nas plantações. 

Inseto e sintomas
O mosquito apresenta a cor predominantemente preta, além do tamanho pequeno. O inseto pode deixar manchas vermelhas no local da picada, além de causar febre Oropouche (sintoma parecido com os da dengue), se infectado.

Entre os sintomas estão dor muscular, dor de cabeça, dor nas articulações, diarreia e náusea. Até agora, as secretarias não divulgaram registros da doença.

Até o momento
A maioria dos casos foram registrados no Litoral Norte do estado, onde predomina a bananicultura. Até então, estes 13 municípios tiveram registros da proliferação:  Dom Pedro de Alcântara, Osório, Maquiné, Terra de Areia, Três Forquilhas, Três Cachoeiras, Torres, Morrinhos do Sul, Itati, Caraá, Arroio do Sal, Pelotas e Taquara.


  • Design sem nome – 2024-02-29T112346.494
  • TEXEIRA GÁS ultragaz
  • Banner-Camaqua_CC 970×90 (5)
  • Faça uma visita na Rua General Zeca Netto, 970 – no centro de Camaquã ENTRE EM CONTATO (51) 9 9368-4947 (9)
  • Design sem nome – 2024-02-06T170807.664
  • WhatsApp Image 2024-03-01 at 09.20.19
  • Faça uma visita na Rua General Zeca Netto, 970 – no centro de Camaquã ENTRE EM CONTATO (51) 9 9368-4947 (8)
  • globalway (1)
  • Design sem nome – 2024-02-06T154143.111
  • Design sem nome – 2024-02-29T143231.335
  • banner felice 2
  • Faça uma visita na Rua General Zeca Netto, 970 – no centro de Camaquã ENTRE EM CONTATO (51) 9 9368-4947 (7)
  • _26345 banner topo 970×90 px (PNG)