Usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência em nosso portal, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao continuar navegando, você concorda com este monitoramento. Leia mais na nossa Política de Privacidade.

  • Faça uma visita na Rua General Zeca Netto, 970 – no centro de Camaquã ENTRE EM CONTATO (51) 9 9368-4947 (9)
  • WhatsApp Image 2024-03-01 at 09.20.19
  • banner felice 2
  • Design sem nome – 2024-02-06T154143.111
  • globalway (1)
  • Faça uma visita na Rua General Zeca Netto, 970 – no centro de Camaquã ENTRE EM CONTATO (51) 9 9368-4947 (7)
  • Design sem nome – 2024-02-29T112346.494
  • TEXEIRA GÁS ultragaz
  • _26345 banner topo 970×90 px (PNG)
  • Banner-Camaqua_CC 970×90 (5)
  • Design sem nome – 2024-02-06T170807.664
  • Design sem nome – 2024-02-29T143231.335
  • Faça uma visita na Rua General Zeca Netto, 970 – no centro de Camaquã ENTRE EM CONTATO (51) 9 9368-4947 (8)

Iniciativa recolhe embalagens vazias de agrotóxicos em todo o RS há 22 anos

O recolhimento beneficia atualmente 106 mil produtores de 381 municípios do Rio Grande do Sul e de Santa Catarina


Por Redação/Clic Camaquã Publicado 25/10/2022
 Tempo de leitura estimado: 00:00
Iniciativa recolhe embalagens vazias de agrotóxicos há 22 anos

A primeira coleta do Programa de Recebimento de Embalagens Vazias de Agrotóxicos foi realizada em 23 de outubro de 2000, dois anos antes da legislação sobre logística reversa ser instituída. A ação faz parte de uma iniciativa pioneira do Sindicato Interestadual da Indústria do Tabaco (SindiTabaco) e empresas associadas, em parceria com a Associação dos Fumicultores do Brasil (Afubra).

O recolhimento beneficia atualmente 106 mil produtores de 381 municípios do Rio Grande do Sul e de Santa Catarina. No Paraná, iniciativas semelhantes são apoiadas pelas empresas associadas ao SindiTabaco.

Iniciativa recolhe embalagens vazias de agrotóxicos em todo o RS há 22 anos

Até setembro de 2022, o programa já havia possibilitado o destino correto para 18,8 milhões de embalagens. Neste volume estão incluídas também os recipientes dos produtos usados pelos produtores de tabaco nas demais culturas que desenvolvem em suas propriedades, já que em sua grande maioria são agricultores que diversificam suas atividades. Após coletados pelas equipes de recebimento, as embalagens vão para centrais credenciadas pelo Instituto Nacional de Processamento de Embalagens Vazias (inpEV), onde há separação seletiva e encaminhamento para empresas recicladoras.

Iniciativa recolhe embalagens vazias de agrotóxicos em todo o RS há 22 anos

Segundo o presidente do SindiTabaco, Iro Schünke, o programa de recebimento de embalagens surgiu antes da legislação vigente, com o propósito de preservar o meio ambiente e garantir a saúde e segurança dos produtores que optam pela correta destinação das embalagens.

Os produtores são orientados a proceder a tríplice lavagem dos recipientes e a armazená-los no depósito de agrotóxicos até o momento da sua devolução, que ocorre em pontos de recebimento posicionados em locais estratégicos nas regiões produtoras de tabaco, proporcionando comodidade aos produtores, evitando grandes deslocamentos.

“Quando iniciamos o programa, no ano 2000, de forma pioneira, a sigla ESG sequer existia. Hoje, a ação é, certamente, um modelo para outros setores do agro no quesito logística reversa, mas também no zelo pelo meio ambiente e pela segurança dos produtores e das comunidades beneficiadas, além do cumprimento da legislação que trata do assunto”, avalia Schünke.

Ao todo, 10 regiões fazem parte dos roteiros itinerantes, contemplando 1,8 mil pontos de coleta. Em Santa Catarina: Alto Vale, Centro Norte, Litoral e Oeste; e no Rio Grande do Sul: Centro Serra, Centro, Noroeste, Serra Planalto, Sul e Vale do Rio Pardo e Taquari. Até o dia 23 de novembro, as equipes do Programa de Recebimento de Embalagens cumprem o itinerário previsto em 98 municípios da região Oeste de Santa Catarina.  A partir de 28 de novembro, a coleta itinerante será pela região gaúcha dos Vales do Rio Pardo e Taquari, passando por 19 municípios em programação que irá até 8 de fevereiro de 2023.

Conheça os roteiros completos.

VOCÊ SABIA? – O tabaco está entre as culturas que menos demandam agrotóxicos.Pesquisa realizada em 2016 por professores da Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz da Universidade de São Paulo (Esalq/USP) mostrou o tabaco em penúltimo lugar na lista de 19 culturas comerciais, com 1,01 kg/IA/ha. Na ocasião, a plantação de tomates usava 46,8 kg/IA/ha, a maçã contabilizava 39,1 kg/IA/ha e a batata inglesa, 31,6 kg/IA/ha.

Acesse a pesquisa


  • Faça uma visita na Rua General Zeca Netto, 970 – no centro de Camaquã ENTRE EM CONTATO (51) 9 9368-4947 (8)
  • globalway (1)
  • Banner-Camaqua_CC 970×90 (5)
  • Design sem nome – 2024-02-29T112346.494
  • Design sem nome – 2024-02-06T154143.111
  • Design sem nome – 2024-02-29T143231.335
  • _26345 banner topo 970×90 px (PNG)
  • Faça uma visita na Rua General Zeca Netto, 970 – no centro de Camaquã ENTRE EM CONTATO (51) 9 9368-4947 (7)
  • Design sem nome – 2024-02-06T170807.664
  • TEXEIRA GÁS ultragaz
  • Faça uma visita na Rua General Zeca Netto, 970 – no centro de Camaquã ENTRE EM CONTATO (51) 9 9368-4947 (9)
  • WhatsApp Image 2024-03-01 at 09.20.19
  • banner felice 2