Usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência em nosso portal, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao continuar navegando, você concorda com este monitoramento. Leia mais na nossa Política de Privacidade.

  • Design sem nome – 2024-02-29T112346.494
  • globalway (1)
  • Design sem nome – 2024-02-29T143231.335
  • Faça uma visita na Rua General Zeca Netto, 970 – no centro de Camaquã ENTRE EM CONTATO (51) 9 9368-4947 (7)
  • Banner-Camaqua_CC 970×90 (5)
  • Faça uma visita na Rua General Zeca Netto, 970 – no centro de Camaquã ENTRE EM CONTATO (51) 9 9368-4947 (8)
  • Faça uma visita na Rua General Zeca Netto, 970 – no centro de Camaquã ENTRE EM CONTATO (51) 9 9368-4947 (9)
  • Design sem nome – 2024-02-06T154143.111
  • Design sem nome – 2024-02-06T170807.664
  • TEXEIRA GÁS ultragaz

Índice de vacinação contra aftosa é o maior desde 2004


Por Redação Clic Camaquã Publicado 09/01/2014
Ouvir: 00:00

Investimentos na defesa agropecuária, o trabalho conjunto com sindicatos rurais e prefeituras e a conscientização dos produtores são a soma que levou aos quase 98% de cobertura vacinal na segunda etapa da campanha contra a febre a aftosa.

Desde 2004, o Estado não atingia índices tão altos, conforme gráfico elaborado pela Secretaria da Agricultura. Naquele mesmo ano, no entanto, enquanto na segunda etapa os números chegaram a quase 100% de cobertura, na primeira de 2005 reduziram 20 pontos percentuais, chegando a 79,92%.

Para o secretário-adjunto da Agricultura, Claudio Fioreze, o atual índice tem explicação. “Estamos investindo R$ 60 milhões na retomada da defesa agropecuária gaúcha, reformando as 248 Inspetorias de Defesa Agropecuária e fazendo concurso público para chamar mais 130 fiscais agropecuários. Além disso, temos forte parceria com os sindicatos rurais, prefeituras e os próprios produtores, os mais beneficiados. Juntos, conseguimos manter o status sanitário livre de aftosa e acender a mercados que pagam mais pelo nosso produto, que já é de qualidade”.

Pensamento semelhante tem o presidente do Sindicato Rural de Dom Pedrito, José Weber. À frente de um dos mais importantes sindicatos do Estado, ele credita os índices também à conscientização dos produtores.

Preocupados com a sanidade de seus rebanhos, eles têm se dado conta de que a importância da vacinação vai muito além de simplesmente aplicar uma injeção no animal. “Traz ganhos para quem exporta e, principalmente, afasta o fantasma da doença (febre aftosa) que trouxe prejuízos ao RS em 2001”, afirmou Weber.

No País, na primeira etapa realizada este ano a média de cobertura ficou em 97,32%. O Rio Grande do Sul figura entre os dez estados com maiores índices. Os resultados da segunda etapa ainda não foram concluídos pelo Ministério da Agricultura porque muitos estados ainda não enviaram relatórios.

Governo do Estado investiu R$ 11 milhões na compra de vacinas

Na primeira fase, concluída em maio, a vacinação obteve 97,7% de cobertura de um total de pelo menos 14 milhões de animais, de todas as idades, superando a meta de 90%.

O governo gaúcho, por meio da Secretaria da Agricultura, investiu R$ 11 milhões na compra de oito milhões de doses entre as duas etapas. Elas são distribuídas gratuitamente a produtores que se enquadram nos critérios do Pronaf e da Agricultura Familiar e têm até cem animais por propriedade.  

Mesmo se comprou ou retirou de graça, o produtor deve comunicar também a quantidade de animais que vacinou. O não recebimento das informações por parte da inspetoria pode fazer com que o rebanho apareça no sistema como não vacinado, estando sujeito a notificações e autuações. 

 

Texto: Daniel Cóssio/Assessoria de Comunicação da Secretaria da Agricultura, Pecuária e Agronegócio


  • Design sem nome – 2024-02-06T154143.111
  • Design sem nome – 2024-02-06T170807.664
  • Banner-Camaqua_CC 970×90 (5)
  • Faça uma visita na Rua General Zeca Netto, 970 – no centro de Camaquã ENTRE EM CONTATO (51) 9 9368-4947 (8)
  • Design sem nome – 2024-02-29T143231.335
  • TEXEIRA GÁS ultragaz
  • Design sem nome – 2024-02-29T112346.494
  • Faça uma visita na Rua General Zeca Netto, 970 – no centro de Camaquã ENTRE EM CONTATO (51) 9 9368-4947 (7)
  • globalway (1)
  • Faça uma visita na Rua General Zeca Netto, 970 – no centro de Camaquã ENTRE EM CONTATO (51) 9 9368-4947 (9)