Usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência em nosso portal, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao continuar navegando, você concorda com este monitoramento. Leia mais na nossa Política de Privacidade.

  • Design sem nome – 2024-02-06T154143.111
  • Design sem nome – 2024-02-29T143231.335
  • Design sem nome – 2024-02-29T112346.494
  • Design sem nome – 2024-02-06T170807.664
  • Faça uma visita na Rua General Zeca Netto, 970 – no centro de Camaquã ENTRE EM CONTATO (51) 9 9368-4947 (9)
  • Faça uma visita na Rua General Zeca Netto, 970 – no centro de Camaquã ENTRE EM CONTATO (51) 9 9368-4947 (7)
  • Banner-Camaqua_CC 970×90 (5)
  • TEXEIRA GÁS ultragaz
  • clarão—970×90
  • Faça uma visita na Rua General Zeca Netto, 970 – no centro de Camaquã ENTRE EM CONTATO (51) 9 9368-4947 (8)
  • globalway (1)

Boa qualidade de pasto favorece rebanho gaúcho

Animais apresentam bom ganho de peso e sanidade, o que eleva a produção dos rebanhos


Por Redação Clic Camaquã Publicado 27/01/2014
Ouvir: 00:00

Depois do período de déficit hídrico até o final de dezembro, a normalização do regime de chuvas na primeira quinzena de janeiro elevou a umidade do solo, favorecendo o desenvolvimento das pastagens nativas e cultivadas. As pastagens anuais de verão devem se manter produtivas no mínimo por mais um mês. De acordo com a Emater/RS-Ascar, na maioria das regiões produtoras de carne no Estado, temperaturas elevadas acompanhadas de chuvas frequentes favorecem o rebrote mais intenso das espécies forrageiras nativas, aumentando a qualidade e a quantidade de pasto. Nestas condições, os animais apresentam bom ganho de peso e sanidade, o que eleva a produção dos rebanhos.
 
Segundo a Emater, o período reprodutivo do gado de corte está em andamento, com boas perspectivas para a próxima safra de terneiros. Os pecuaristas estão bastante satisfeitos com os preços recebidos, tanto pelos animais prontos para o abate como os animais de reposição. A tendência é que diminua a oferta nos próximos dias, o que deve pressionar os preços para cima.
 
O avanço das lavouras, especialmente de soja, sobre áreas de pecuária forçou os produtores a se desfazerem de seus rebanhos ou intensificarem a produção. Este quadro tem gerado especulações sobre a provável redução na oferta de bovinos de corte para o próximo ano.
 
Produção de leite
                                                             
De acordo com a Emater, o rebanho leiteiro apresenta boas condições nutricionais e sanitárias. Com a intensificação do uso das pastagens de verão, os criadores que adotaram a prática do pastoreio rotativo, intercalando o uso de espécies forrageiras anuais e perenes, garantem o aumento da produção de leite.

As pastagens nativas e cultivadas também foram beneficiadas pelas chuvas que amenizaram as altas temperaturas, que vinham causando estresse térmico nos animais, principalmente nas propriedades que têm arborização deficiente em torno das áreas de pastagens, onde o gado possa se abrigar dos raios solares. Em algumas propriedades, as constantes faltas de energia elétrica e as altas temperaturas estão prejudicando o resfriamento do leite. Os preços do leite pagos aos produtores baixaram, mas ainda são considerados bons.


  • Faça uma visita na Rua General Zeca Netto, 970 – no centro de Camaquã ENTRE EM CONTATO (51) 9 9368-4947 (8)
  • Banner-Camaqua_CC 970×90 (5)
  • Design sem nome – 2024-02-29T143231.335
  • Design sem nome – 2024-02-06T154143.111
  • Faça uma visita na Rua General Zeca Netto, 970 – no centro de Camaquã ENTRE EM CONTATO (51) 9 9368-4947 (7)
  • Design sem nome – 2024-02-29T112346.494
  • Faça uma visita na Rua General Zeca Netto, 970 – no centro de Camaquã ENTRE EM CONTATO (51) 9 9368-4947 (9)
  • clarão—970×90
  • Design sem nome – 2024-02-06T170807.664
  • TEXEIRA GÁS ultragaz
  • globalway (1)