Usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência em nosso portal, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao continuar navegando, você concorda com este monitoramento. Leia mais na nossa Política de Privacidade.

  • Design sem nome – 2024-02-06T154143.111
  • globalway (1)
  • Faça uma visita na Rua General Zeca Netto, 970 – no centro de Camaquã ENTRE EM CONTATO (51) 9 9368-4947 (8)
  • WhatsApp Image 2024-04-02 at 17.18.51
  • Design sem nome – 2024-02-06T170807.664
  • Design sem nome – 2024-02-29T143231.335
  • Faça uma visita na Rua General Zeca Netto, 970 – no centro de Camaquã ENTRE EM CONTATO (51) 9 9368-4947 (7)
  • WhatsApp Image 2024-03-01 at 09.20.19
  • Faça uma visita na Rua General Zeca Netto, 970 – no centro de Camaquã ENTRE EM CONTATO (51) 9 9368-4947 (9)
  • Design sem nome – 2024-02-29T112346.494
  • TEXEIRA GÁS ultragaz
  • cq-01

AGERGS irá instaurar fiscalização sobre a CEEE Equatorial

Equatorial acumula R$ 32 milhões em multas do ano de 2022


Por Redação/Clic Camaquã Publicado 25/07/2023
 Tempo de leitura estimado: 00:00
Foto: Ilustração

A Agência Estadual de Regulação dos Serviços Públicos Delegados do Rio Grande do Sul (AGERGS), salientou o pedido à Agência Nacional de Energia Elétrica ANEEL para fiscalizar o atendimento da CEEE Grupo Equatorial. O órgão é o responsável por acompanhar os serviços públicos concedidos pelo Estado.

Na tarde desta terça-feira (25), em entrevista ao Gaúcha Atualidade, Luciana Luso de Carvalho, conselheira-presidente da AGERGS, afirmou que desde o ciclone registrado em junho, a agência acompanha a situação e mantém contato direto com as concessionárias para cobrar atendimento prioritário a hospitais e a pessoas que tenham equipamentos essenciais para tratamentos de saúde.

Luciana destacou que a ANEEL, tem um plano de metas para as concessionárias, onde as agências acompanham resultados com análises trimestrais. Sobre a CEEE Equatorial, afirmou que o serviço está ruim e que o acompanhamento acontece bimestralmente, além de ressaltar que quando os resultados estão críticos, a AGERGS instaura fiscalização que pode causar multas, como tem sido o caso da Equatorial.

Luciana destacou, que em maio deste ano, antes da chegada dos ciclones, a agência gaúcha já havia indicado para a ANEEL, que era necessário fiscalização da CEEE Equatorial, na última semana, foi reforçada a solicitação.

Em 2022, a AGERGS já havia multado a Equatorial em R$ 29 milhões por questões ligadas à qualidade do serviço, como falhas no plano de contingência e deixar de cumprir procedimentos da ANEEL. Ainda em 2022, foi aplicada multa de R$ 3 milhões por falta de informação à agência.

“O que nós percebemos é uma grande dificuldade de comunicação com prefeitos, a Defesa Civil e a própria AGERGS. As pessoas estão em situação difícil, com falta de serviço público essencial, e não têm a previsão de retomada. Isso gera ansiedade, agravando a própria falta do serviço” destacou Luciana.

Referente as pessoas que ainda enfrentam problemas, a AGERGS orientou aos usuários, primeiro contatar a concessionária e, caso não haja solução, ligar para o telefone 167 para registrar uma reclamação formal na Aneel.

Fonte: GZh


  • Faça uma visita na Rua General Zeca Netto, 970 – no centro de Camaquã ENTRE EM CONTATO (51) 9 9368-4947 (9)
  • cq-01
  • TEXEIRA GÁS ultragaz
  • Faça uma visita na Rua General Zeca Netto, 970 – no centro de Camaquã ENTRE EM CONTATO (51) 9 9368-4947 (7)
  • Design sem nome – 2024-02-06T154143.111
  • Faça uma visita na Rua General Zeca Netto, 970 – no centro de Camaquã ENTRE EM CONTATO (51) 9 9368-4947 (8)
  • Design sem nome – 2024-02-29T112346.494
  • globalway (1)
  • WhatsApp Image 2024-04-02 at 17.18.51
  • WhatsApp Image 2024-03-01 at 09.20.19
  • Design sem nome – 2024-02-06T170807.664
  • Design sem nome – 2024-02-29T143231.335