Polícia

Conheça 5 dicas para não cair em golpes da Black Friday

Especialista alerta para possíveis irregularidades em ofertas recebidas por consumidores como descontos abaixo do normal ou links inexistentes
20/11/2020 - 15h:08min - Fonte: Agência Hyperlink

Com menos visitas às lojas físicas em decorrência da pandemia do novo COVID-19, a edição da próxima semana da Black Friday deverá ser marcada por uma alta no volume de compras realizadas pela internet. Ao mesmo tempo em que comprar online pode ser uma ótima opção, principalmente com o retorno das atividades econômicas, além do pagamento de alguns benefícios como, por exemplo, auxílio emergencial e 13º salário, há o aumento do caso de problemas de segurança na internet, os chamados golpes.

Atraídos por ofertas que oferecem bons descontos e o desejo de comprar aquele tão sonhado produto, os consumidores não se dão conta de que podem estar caindo em fraudes.

Por isso, de acordo com Veridiana Lopes, educadora financeira formada pela DSOP, especialista em planejamento financeiro pessoal e criadorda do Economia Diária, é preciso ficar atento para não ser enganado com os falsos anúncios.

“Além de verificar se o endereço do site é o oficial da empresa, é preciso checar o histórico de reputação para ver o número de reclamações”, avalia a especialista.

Para ajudar os consumidores a não caírem nos golpes, a educadora financeira listou cinco dicas importantes:

Links suspeitos

Ao receber um link que o direciona para uma possível oferta irrecusável, o consumidor deve fazer uma busca sobre a empresa nas redes sociais e ficar atento caso se depare com uma página sem comentários ou com comentários bloqueados. “É importante avaliar na internet e não abrir qualquer e-mail ou clicar em links estranhos e que não fazem parte do cotidiano. Desconfiar de sites com excesso de erros ortográficos é sempre a melhor opção”, destacou.

Preço muito abaixo

Toda empresa precisa ter uma margem de lucro para manter o equilíbrio financeiro. Por isso, ainda de acordo com Veridiana Lopes, “preço muito baixo requer cautela”. “Somos atraídos por uma grande ‘oferta’ e acabamos não checando aquilo que é, de fato, verídico. Principalmente, nesse período pós-pandemia, no qual muitas empresas estão fazendo promoções com grande porcentagem de desconto. É necessário checar se aquela oferta e empresa são confiáveis”, alerta.

Formas de pagamento

Ao realizar uma compra pela internet, é importante verificar as formas de pagamento e desconfiar se houver poucas opções. Emissão de boletos falsos ou direcionamento para pagamento em conta bancária de pessoa física são alguns dos crimes mais praticados pelas pessoas mal-intencionadas. “Ao sinal de que algo não está certo, não faça o pagamento. Empresas reais vão oferecer mais de uma opção de pagamento para o consumidor”, destaca Veridiana Lopes.

Cartão de crédito virtual

Ainda de acordo com a educadora financeira, optar pelo pagamento com a opção de cartão de crédito virtual é a melhor forma de não cair em golpes. Nessa modalidade, o banco emissor gera um número virtual para o cartão de crédito cuja validade é para apenas aquela compra. “Um cartão virtual é uma ‘cópia’ do cartão de crédito, porém com números diferentes e que expira após um tempo. Neste caso, usando a opção virtual, o consumidor evita que a tarjeta seja clonada”, ressalta a criadora do Economia Diária.

Fuja do golpe

Com um bom plane1jamento e um pouco de pesquisa é possível escapar das fraudes na Black Friday e tornar a data em um bom motivo para economizar. “Em caso de golpe, o que caracteriza crime de estelionato, é preciso juntar todas as provas como, por exemplo, recibos de pagamentos, e-mail com mensagens de confirmação de pedido, um print da loja virtual e até a nota fiscal. Em seguida, o consumidor precisará fazer um boletim de ocorrência antes de se dirigir à uma unidade do Procon”, finaliza Veridiana Lopes.

deixe seu comentário