Mundo

Polícia classifica explosão de táxi em Liverpool como atentado terrorista

Taxista trancou um homem dentro do carro e impediu que a bomba fosse detonada em hospital
Por: Redação/Clic Camaquã | Publicado: 15/11/2021 às 10:25 | Alterado: 21/11/2021 às 01:48
Foto: G1
Foto: G1

A polícia classificou a explosão dentro de um táxi, em frente a um hospital em Liverpool, no Reino Unido, como um incidente terrorista executado com bomba caseira. O fato ocorreu neste domingo (14).

As razões da explosão ainda são desconhecidas, disse Russ Jackson, diretor de polícia antiterrorista no noroeste da Inglaterra.

A explosão ocorreu dentro de um táxi em frente a um hospital. O artefato foi construído pelo passageiro, que morreu, disse Jackson. O motorista do carro foi hospitalizado, mas foi liberado.

O taxista, David Perry, foi declarado um herói pela prefeita de Liverpool, Joanne Anderson, por ter trancado o suspeito dentro do veículo.

A polícia disse ter recebido um alerta por volta das 11h locais ( 8h em Brasília), durante as comemorações pelas vítimas da guerra, e que intercedeu rapidamente.

A apenas algumas centenas de metros da Catedral de Liverpool, centenas de soldados, veteranos e membros do público se reuniram para uma homenagem.

A polícia informou informou que quatro homens foram presos. Quando eles foram detidos, a polícia afirmou que se tratava  de uma prisão efetuada com a base na lei antiterrorismo, mas até esta segunda-feira o ato em si não havia sido  classificado como terrorista.



deixe seu comentário