Últimas Notícias

Estátua Viva: Artista de rua precisa de ajuda com fraldas, alimentos e leite

O artista de rua, Paulo Sérgio, tem 43 anos e trabalha como estátua viva há 25 anos; saiba como ajudar
Por: Renata Ulguim | Publicado: 28/07/2021 às 14:42 | Alterado: 04/08/2021 às 09:25
Estátua Viva: Artista de rua precisa de ajuda com fraudas, alimentos e leite
Estátua Viva: Artista de rua precisa de ajuda com fraudas, alimentos e leite
Estátua Viva: Artista de rua precisa de ajuda com fraudas, alimentos e leite
Estátua Viva: Artista de rua precisa de ajuda com fraudas, alimentos e leite

Nesta semana a temperatura caiu drasticamente e a sensação térmica está cada vez mais gelada, em Camaquã e na região. Com o intenso frio, toda a ajuda para quem precisa é bem-vinda e, muitas pessoas passam bastante trabalho para se sustentar. 

O artista de rua, Paulo Sérgio, tem 43 anos e trabalha como estátua viva há 25 anos. Ele está morando em Camaquã há 1 ano e 2 meses e trabalha com estátua viva abaixo do estúdio da ClicRádio, no cruzamento da avenida Olavo Moraes com a Júlio de Castilhos. A temperatura está em 8ºC na tarde desta quarta-feira (28) e na madrugada foi registrado 4ºC. O artista destacou que os camaquenses são muito calorosos e que já fez muitos amigos na cidade. 

"Estátua viva" chama atenção de pedestres no Centro de Camaquã

Seu Paulo passa muito frio para trabalhar de estátua viva, mas é a único responsável pela renda da família. Ele mora na localidade de Capão do Café, 12km de distância da cidade, totalizando 24km por dia. O artista de rua, explicou que o maior desafio da profissão é o intenso calor e o inverno muito rigoroso. Com o frio intenso, ele não consegue ficar muito tempo como estátua na rua e, com isso ele precisa de ajuda da comunidade. 

A Assistente Social Janaina Menezes esteve no local conversando com o artista. Ela destacou que a secretaria verificou através das redes sociais, com postagens das pessoas informando a respeito do seu Paulo no frio. A partir de agora, o artista vai até a secretaria fazer o cadastro para receber os benefícios da Assistência Social. 

“O secretário especial da mulher, trabalho e desenvolvimento social Matheus Caldasso, solicitou para a gente fazer uma abordagem com seu Paulo. Ao conversar com seu Paulo, ele relatou que até hoje ele não acessou os serviços do Centro Social e que não foi procurar a secretaria, mas a partir de hoje a secretaria vai estar colocando ele na rede de atendimentos. Neste momento vamos ofertar uma cesta básica”, disse

COMO AJUDAR?

Quem puder ajudar, ele pede que auxiliem com fraldas, leite e alimentos em geral. Pode entrar em contato com o Clic Camaquã pelo telefone (51) 369222-82 ou diretamente com o Paulo, pelo (51) 99758-0563. 

O artista destacou que não está precisando de doações de cobertas e de roupas. Somente está precisando de alimentos, para o seu sustento, da esposa e dos filhos. 

Confira a reportagem completa:

deixe seu comentário