Saúde e Bem Estar

Três novos casos codetecção de influenza e coronavírus são identificados no RS

Eles foram identificados em residentes de Carazinho, Santa Maria e Santa Rosa
Por: Elias Bielaski | Publicado: 13/01/2022 às 17:44 | Alterado: 16/01/2022 às 21:20 | Fonte: ASCOM - SES/RS
Imagem Ilustrativa. Foto: Freepik
Imagem Ilustrativa. Foto: Freepik

O Laboratório Central do Estado (Lacen/RS) confirmou mais três casos de codetecções simultâneas dos vírus Influenza e coronavírus. Eles foram identificados em residentes de Carazinho, Santa Maria e Santa Rosa. No final de dezembro, um outro caso já havia sido registrado em Porto Alegre.

Receba as notícias do Clic pelo WhatsApp <

Os resultados reforçam o alerta de que os dois vírus respiratórios estão em circulação e que é importante que sejam mantidas as medidas de prevenção à gripe e covid-19, que são as mesmas: uso de máscara, distanciamento interpessoal e vacinação contra as duas doenças.

Esses últimos três casos tiveram resultado no Lacen pelo exame de RT-PCR que detectou a presença tanto do coronavírus (SARS-CoV-2) quanto o da Influenza do tipo A.

Um segundo exame mais detalhado ainda é esperado para saber qual é a cepa do vírus: A-H1N1 ou A-H3N2.

Os casos mais recentes tratam-se todos do sexo masculino: 63 anos o de Carazinho, 20 anos o de Santa Maria e 54 anos o de Santa Rosa.

O caso anterior, de Porto Alegre, era um rapaz de 21 anos.

Inscreva-se no canal do Clic no YouTube <

Exames para Influenza

O Lacen/RS mantém um monitoramento dos vírus respiratórios em circulação no Estado, adotando protocolos específicos formulados após a pandemia de H1N1 em 2009.

Atualmente, esses casos de Influenza acabam entrando como suspeitas de covid-19, já que tratam-se de quadros clínicos semelhantes.

Em situações prioritárias, além do exame para o coronavírus, as amostram são analisadas ao mesmo tempo para Influenza A (H1N1 e H3N2), Influenza B e vírus sincicial respiratório (VSR).

São elencados como prioritários para esse painel mais completo os casos que chegam no Lacen de hospitalizações e óbitos por Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG) e casos de síndrome gripal (sem necessidade de internação) em crianças de até dois anos ou por amostragem dos seis prontos atendimentos considerados unidades sentinela no Estado.

Clic Camaquã promove o Miss Praia 2022 <

Casos de Influenza no RS

Desde o início de dezembro, o Lacen já identificou 347 casos de Influenza A em residentes de 70 cidades diferentes. Entre eles, dois óbitos já foram confirmados (em residentes de Porto Alegre e São Francisco de Paula).

deixe seu comentário