Política

"Vai quebrar. Vai fechar as portas da faculdade em Camaquã!", alerta presidente da Câmara

Luciano Cabeça destacou que demora na tramitação do projeto que estabelece parceria para ajudar a Fundasul pode trazer prejuízo à instituição
Por: Elias Bielaski | Publicado: 27/07/2021 às 16:06 | Alterado: 03/08/2021 às 08:52
Foto: YouTube - Clic Camaquã / Reprodução
Foto: YouTube - Clic Camaquã / Reprodução

Nesta segunda-feira(26), a 26º Sessão Ordinária de 2021, a Tribuna Democrática Popular da Câmara Municipal de Vereadores foi utilizada para um apelo, feito pela representante de uma importante instituição de Camaquã. O espaço foi utilizado pela então presidente da Fundasul, a professora Josiane Alencastro Longaray.

Após a manifestação, diversos vereadores utilizaram seus espaços de explicação pessoal para falar sobre a tramitação do Projeto de Lei que tem como finalidade firmar um Termo de Parceria, no valor de R$ 300.000,00 (trezentos mil reais), entre o Poder Executivo e a Fundação de Ensino Superior da Região Centro-Sul (FUNDASUL), para o custeio do Projeto “Cursos de formação continuada e cessão de espaço físico”.

Quer ganhar um rancho do Krolow? Clique aqui!

O destaque foi o alerta trazido pelo presidente da Câmara de Vereadores, Luciano Pereira Dias, o Cabeça, do Partido da Social Democracia Brasileira (PSDB).

"A vela da Fundasul tá apagando e vai apagar. Não apagou ainda porque teve empresários aqui do Município que meteram a mão no bolso. Não estou dizendo que tem que fazer alguma coisa ilegal: tem que fazer a coisa correta. Mas descer o Projeto (para a Prefeitura): não concordo. Vai quebrar, vai fechar as portas a faculdade de Camaquã e eu não vou carregar este fardo!"

Logo na sequência, o vereador Profº Claiton Silva também falou sobre o projeto, sob sua relatoria, e falou que o projeto tem correção a serem feitas, e por este motivo, teve uma mensagem retificativa enviada e por este motivo, 'desceu à Prefeitura'. 

"Estamos aqui nos colocando a disposição para construir uma solução viável, e uma solução que não comprometa o prefeito. Ou o vereador da base está querendo que eu aprove e deixe passar algo que possa comprometer o nome do prefeito?", destacou Claiton. 

Quer ganhar uma pizza Frazione? Clique aqui!

Assista as falas sobre o assunto:

Na Tribuna Democrática, a presidente da Instituição explanou os problemas financeiros vividos pela Fundasul, onde acarretava dívidas junto a União de R$12.000.000,00 (doze milhões de reais), oriundo de encargos trabalhistas e sociais.

Inscreva-se no canal do Clic no YouTube.

Josiane deu detalhes do refinanciamento deste débito, aderindo o "Regularize" (programa de renegociação de dívidas com a União), caindo a dívida que de 12 milhões para 4 milhões de reais.

No entanto, a professora Josiane pediu que vereadores aprovem o  Projeto de Lei, que tem como finalidade firmar um Termo de Parceria, no valor de R$ 300.000,00 (trezentos mil reais) entre o Poder Executivo e a Fundação de Ensino Superior da Região Centro-Sul (FUNDASUL), para o custeio do Projeto “Cursos de formação continuada e cessão de espaço físico”.

O projeto em questão, necessita aprovação da Câmara de Vereador de Camaquã, para que a Prefeitura Municipal realize este repasse.

A presidente ao final de sua fala, agradeceu a oportunidade, e endossou a importância da Instituição de Ensino, que no decorrer de quase meio século de existência, vem prestando serviço de qualidade em nossa região.

Baixe agora o aplicativo da ClicRádio.

Confira a manifestação:

deixe seu comentário