Política

Reunião rediscute necessidade de retirada do HNSA do Programa Assistir

Pauta foi abordada por Prefeitos do Consórcio Intermunicipal Centro-Sul e Associação dos Municípios da Costa Doce
Publicado: 28/08/2021 às 08:59 | Alterado: 04/09/2021 às 13:05 | Fonte: Assessoria de Imprensa e Comunicação da Prefeitura Municipal de Camaquã
Foto: Divulgação/ Prefeitura de Camaquã
Foto: Divulgação/ Prefeitura de Camaquã
Foto: Divulgação/ Prefeitura de Camaquã
Foto: Divulgação/ Prefeitura de Camaquã
Foto: Divulgação/ Prefeitura de Camaquã
Foto: Divulgação/ Prefeitura de Camaquã

Durante a tarde da quinta-feira (26), no auditório da Secretaria Municipal de Educação e Desporto de Camaquã, ocorreu a reunião dos Prefeitos do Consórcio Intermunicipal Centro-Sul e Associação dos Municípios da Costa Doce, para discutir as seguintes pautas regionais: rediscutir a necessidade de retirada do Hospital Nossa Senhora Aparecida (HNSA) do Programa Assistir que trata da distribuição de incentivos hospitalares.

Onde será encaminhada correspondência oficial para o Governo do Estado e Secretaria Estadual de Saúde, alertando os riscos financeiros que irão impactar fortemente o funcionamento da instituição hospitalar. Outro assunto discutido foi a elaboração de um novo protocolo regional estabelecendo as medidas sanitárias para realização dos desfiles de 20 de Setembro e a necessidade de retirada do pedido de urgência do projeto de lei que tramita na Assembleia Legislativa sobre a regionalização da Companhia Regional de Abastecimento de Água (CORSAN), para que os municípios tenham ferramentas para discutir junto à comunidade.

Estiveram presentes dez prefeituras da região: Arambaré, Barra do Ribeiro, Camaquã, Cerro Grande do Sul, Cristal, Dom Feliciano, Guaíba, Mariana Pimentel, Sentinela do Sul e Tapes, através de seus prefeitos, secretários, assessores jurídicos e técnicos das secretarias de Meio Ambiente e Infraestrutura.

"A união do Consórcio Centro-Sul e da Associação de Prefeitos da Costa Doce é de extrema importância para o fortalecimento nos debates de pautas regionais", afirma o presidente do CI Centro-Sul, prefeito Ivo Ferreira.

deixe seu comentário