Polícia

Autor de massacre em creche de SC está "fora de perigo", diz governadora

Em coletiva de imprensa, governadora destacou que jovem de 18 anos não corre risco de vida
Por: Elias Bielaski | Publicado: 04/05/2021 às 21:07 | Alterado: 11/05/2021 às 23:30
Foto: Redes Sociais/Reprodução
Foto: Redes Sociais/Reprodução

O autor de um crime que chocou o Brasil nesta terça-feira, 4 de maio, não corre perigo de vida. Apesar dos ferimentos auto-infligidos após o atentado, que tirou a vida de três crianças e duas educadoras, o autor do atentado passou por cirurgia em Chapecó e está fora de perigo segundo fala da governadora de Santa Catarina, Daniela Reinehr.

Em coletiva de imprensa realizada no começo da noite desta terça-feira (4), o delegado responsável pelo caso falou sobre o perfil do autor. O Delegado Geral da Polícia Civil de Santa Catarina, Paulo Norberto Koerich, representou o Colegiado Superior de Segurança Pública e Perícia Oficial na cidade e reafirmou que toda a estrutura do Governo do Estado será utilizada para elucidar o crime o mais rapidamente possível.

ClicRádio e Afubra sorteiam dois smartphones.

Segundo ele, o suspeito era um jovem introspectivo, com um perfil cada vez mais comum, de jovens que não socializam com os demais, passando muito tempo em seu quarto, sem amigos, sem relacionamentos e com problemas na escola. Paulo destacou que o autor sofria bullying e por este motivo, não frequentava a escola de forma regular.

De família simples, Fabiano Kipper Mai, de 18 anos, trabalhava e juntava dinheiro em espécie no seu quarto. De acordo com o delegado responsável, a Polícia aguarda a alta de Fabiano para colher seu depoimento. Ainda não há informações sobre qualquer motivação possível para o crime.

Confira a identificação das crianças

Confira a identificação das professoras

Confira a coletiva e saiba mais sobre o autor do crime:

Luto em todo o Estado

A governadora Daniela Reinehr esteve na cidade de Saudades, no Oeste catarinense, para prestar sua solidariedade às famílias e seu pesar pela tragédia causada pelo assassinato de três crianças e duas agentes educacionais em uma creche no município. A chefe do Executivo estadual chegou ao local no meio da tarde desta terça-feira, 4, pouco mais de cinco horas após o ocorrido. Além de prestar apoio às famílias das vítimas, a governadora também determinou que haja apoio psicológico à comunidade local e uma investigação completa para elucidar as causas do crime. O Governo do Estado declarou luto oficial de três dias.

Na coletiva, Daniela Reinehr afirmou que o momento é de dor para Santa Catarina e para o Brasil. Segundo ela, o ataque foge à normalidade e causa consternação em uma cidade pequena e pacata do interior.

Receba as notícias do Clic no seu celular.

“As pessoas não estão preparadas e nem podem imaginar que algo assim possa acontecer. Eu prontamente acionei as nossas forças de segurança para que estivessem aqui. Não há o que traga de volta essas vítimas nem o que compense essa dor. O momento é de trazer nosso apoio e nossa solidariedade. Nosso zelo é muito maior quando falamos de crianças, que não têm condições de se defender. Hoje nós tivemos aqui também duas heroínas. O que desejamos nessa hora é força e resiliência”, afirmou a governadora.

Ao todo, 25 psicólogos de toda a região Oeste estão trabalhando para dar amparo à comunidade e aos familiares. A Polícia Civil deslocou policiais de Pinhalzinho, Modelo, Chapecó, Nova Erechim, além do helicóptero da corporação que atua na região. A Polícia Militar deslocou 23 profissionais para a cidade, em nove viaturas.

Inscreva-se no canal do Clic no YouTube.

O Corpo de Bombeiros Militar e o Instituto Geral de Perícias também foram acionados para atender as vítimas, realizar a perícia no local e fazer o translado dos corpos. A expectativa é que a liberação ocorra ainda na noite desta terça-feira, por volta de 22h.

O prefeito de Saudades, Maciel Schneider, classificou o dia 4 de maio como o “mais triste da história do nosso município”. Ele agradeceu a pronta atenção dada pelo Governo do Estado e ressaltou que a população não estava preparada.

“Jamais poderíamos imaginar em passar por um momento como esse. Somos uma cidade acolhedora, tanto que o nosso lema é o ‘Vale da Hospitalidade’. Nos assusta o fato que aconteceu, mas agradecemos o trabalho de todos para elucidar este crime”, declarou o prefeito.

WhatsApp Image 2021 05 04 at 18.14.56