Usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência em nosso portal, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao continuar navegando, você concorda com este monitoramento. Leia mais na nossa Política de Privacidade.

“À Luz da Memória” chega a Rio Grande, no Prédio da Alfândega

Projeto que evidencia o patrimônio cultural das cidades com projeções audiovisuais conta com patrocínio da CEEE Grupo Equatorial Energia através da Lei Estadual de Incentivo à Cultura (LIC-RS)


Por Redação/Clic Camaquã Publicado 15/05/2023
 Tempo de leitura estimado: 00:00
Foto: Divulgação

Um mergulho nas histórias das cidades, por meio de projeções que colocam o patrimônio cultural em destaque. O projeto “À Luz da Memória: Patrimônio em Evidência” chega à cidade de Rio Grande nos dias 18 e 19 de maio, quinta e sexta-feira, no Prédio da Alfândega. Trata-se de uma série de projeções mapeadas que propõe o resgate histórico das cidades e de seus respectivos patrimônios. Com patrocínio da CEEE Grupo Equatorial Energia via Lei Estadual de Incentivo à Cultura (LIC-RS), a iniciativa tem como objetivo valorizar o patrimônio do estado, criando narrativas que se comuniquem de maneira lúdica e informativa com a herança cultural das quatro comunidades.

Utilizando uma abordagem que combina tecnologia, linguagem audiovisual e envolvimento da comunidade, quatro edifícios emblemáticos serão iluminados por duas noites consecutivas com projeções em loop, acompanhadas de intérpretes de LIBRAS e com intervalos ao longo da noite. Cada projeção terá cerca de 10 minutos, sendo especialmente criada para aquela cidade, contando com a assinatura da Imersiva. As projeções começarão sempre ao entardecer. Os prédios escolhidos para o projeto são tombados em nível estadual ou federal e facilmente acessíveis à população, permitindo que a atividade receba um grande público.

Cada cidade e seu respectivo prédio trazem uma temática – no caso de Rio Grande, – e conta com um roteiro original produzido com base em pesquisas históricas desenvolvidas pelos historiadores Darlan Marchi e Olívia Nery. “Acreditamos que essa união entre tecnologia e o antigo por meio da experiência virtual contribui à fruição da obra concreta, atraindo públicos que de outra forma não se interessariam pelo tema preservação. A intervenção efêmera instiga a percepção do bem de forma diferente, transmitindo informações de maneira poética e lúdica a um público diverso”, afirma Simone Neutzling, proponente e uma das produtoras executivas do projeto via Perene Cultural.

Sobre o patrocínio da CEEE Grupo Equatorial Energia, Simone o vê como fundamental para viabilizar a execução do projeto com uma equipe qualificada e multidisciplinar. “Acreditamos que essa parceria contribuirá significativamente para a valorização do patrimônio cultural do Estado, promovendo o acesso à cultura e a preservação da memória por meio de ações de educação patrimonial. Buscamos inovar o campo do patrimônio cultural, a partir de uma abordagem que reúne tecnologia, linguagem audiovisual e participação comunitária, com ênfase no turismo cultural, atraindo o interesse de públicos heterogêneos para as questões da memória, identidade e preservação.”

Fabrizio Bopp Panichi, Executivo de Comunicação Externa, Marketing e Sustentabilidade da CEEE Grupo Equatorial Energia, afirma que o Grupo Equatorial Energia tem, em seu DNA, a conexão com a inovação, o empreendedorismo e a cultura local de suas áreas de concessão, através da proximidade e do fomento econômico, com foco no desenvolvimento social. “Com esses patrocínios, a CEEE Grupo Equatorial Energia busca valorizar aspectos como a importância da conservação do patrimônio histórico e cultural das cidades, o papel dos festivais de cinema para a formação cultural dos cidadãos e a inovação e o empreendedorismo como motes de desenvolvimento e sustentabilidade.”
As próximas cidades a receberem o projeto “À Luz da Memória: Patrimônio em Evidência”, são Pelotas (no Theatro Sete de Abril, 07 e 08/07) e Bagé (na Antiga Estação Férrea, 15 e 16/07). Mais informações podem ser obtidas no endereço de instagram @aluzdamemoria.

18 de maio

Local: Prédio da Alfândega
18h – Início das projeções do projeto À Luz da Memória, na fachada do Prédio da Alfândega – em frente à Praça Xavier Ferreira.
19h – Cerimônia de abertura do evento “Noite do Centro Histórico”
19h30 – Abertura oficial do projeto À Luz da Memória na cidade de Rio Grande

19 de maio

18h – Cerimônia de abertura/agradecimentos
Intervenção artística – Ju Blasina
18h30 – Início das projeções do projeto À Luz da Memória, na fachada do Prédio da Alfândega – em frente à Praça Xavier Ferreira.