Usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência em nosso portal, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao continuar navegando, você concorda com este monitoramento. Leia mais na nossa Política de Privacidade.

  • Faça uma visita na Rua General Zeca Netto, 970 – no centro de Camaquã ENTRE EM CONTATO (51) 9 9368-4947 (9)
  • globalway (1)
  • Banner-Camaqua_CC 970×90
  • Faça uma visita na Rua General Zeca Netto, 970 – no centro de Camaquã ENTRE EM CONTATO (51) 9 9368-4947 (7)
  • 970×90 (3)
  • Design sem nome – 2024-02-29T143231.335
  • clarão—970×90
  • Faça uma visita na Rua General Zeca Netto, 970 – no centro de Camaquã ENTRE EM CONTATO (51) 9 9368-4947 (8)
  • Design sem nome – 2024-02-06T154143.111
  • Design sem nome – 2024-02-29T112346.494

Policial aposentado envia 10 mil dólares por engano junto com doação ao RS

Dono do dinheiro foi identificado e receberá de volta


Por Pablo Bierhals Publicado 12/06/2024
Ouvir: 00:00
FOTO 180×720 (91)
Foto: Divulgação/Reprodução

Entre as doações destinadas às pessoas afetadas pelas recentes enchentes no Rio Grande do Sul foi encontrada uma mala contendo US$ 10 mil (aproximadamente R$ 53,8 mil). O dinheiro foi descoberto em uma bolsa vermelha que chegou em um caminhão de Santos, São Paulo, com destino a Pelotas, no sul do estado.

Descoberta Inusitada Durante a Triagem

Durante a triagem dos donativos, uma assessora do deputado federal Daniel Trzeciak (PSDB), responsável pela campanha de arrecadação, encontrou cartas, fotografias e outras lembranças de um homem identificado como Mário Cassiano Dutra. Ao procurar mais informações para devolver os itens pessoais, ela encontrou os dólares no fundo da mala.

O deputado Trzeciak declarou: “Não tivemos dúvida do que fazer: encontrar o dono desse dinheiro. E encontramos. Já entramos em contato com ele e estamos devolvendo o dinheiro ao verdadeiro proprietário.”

A História do Dono

Mário Cassiano Dutra, de 77 anos, é um policial federal aposentado que revelou ao g1 que economizou o dinheiro por mais de uma década para uma viagem à Europa, que nunca se concretizou. “Como não apareceu a oportunidade, eu esqueci”, disse Dutra.

Embora não tenha familiares no Rio Grande do Sul, Dutra se sensibilizou com a situação das vítimas das enchentes ao acompanhar os noticiários, que reportaram mais de 170 mortes e cerca de 600 mil pessoas desabrigadas.

Ato de Solidariedade

Movido pela compaixão, Dutra decidiu doar algumas roupas. Como a sacola inicial não foi suficiente, ele usou a bolsa com os pertences pessoais esquecidos. “Me comoveu, porque sou um ser humano também. Pensei: tenho que fazer alguma coisa, nem que seja pouca, para amenizar o sofrimento alheio”, refletiu Dutra.

O aposentado revelou que os dólares já têm destino: parte será doada às pessoas afetadas pelas enchentes no RS, e o restante será para “curtir o resto da vida”. Ele concluiu com uma reflexão: “O que a gente planta, a gente colhe.”


  • Faça uma visita na Rua General Zeca Netto, 970 – no centro de Camaquã ENTRE EM CONTATO (51) 9 9368-4947 (7)
  • 970×90 (3)
  • globalway (1)
  • Faça uma visita na Rua General Zeca Netto, 970 – no centro de Camaquã ENTRE EM CONTATO (51) 9 9368-4947 (9)
  • Banner-Camaqua_CC 970×90
  • Faça uma visita na Rua General Zeca Netto, 970 – no centro de Camaquã ENTRE EM CONTATO (51) 9 9368-4947 (8)
  • Design sem nome – 2024-02-29T143231.335
  • Design sem nome – 2024-02-06T154143.111
  • Design sem nome – 2024-02-29T112346.494
  • clarão—970×90