Usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência em nosso portal, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao continuar navegando, você concorda com este monitoramento. Leia mais na nossa Política de Privacidade.

  • 970×90 (3)
  • Faça uma visita na Rua General Zeca Netto, 970 – no centro de Camaquã ENTRE EM CONTATO (51) 9 9368-4947 (8)
  • Faça uma visita na Rua General Zeca Netto, 970 – no centro de Camaquã ENTRE EM CONTATO (51) 9 9368-4947 (7)
  • Banner-Camaqua_CC 970×90
  • Design sem nome – 2024-02-29T112346.494
  • clarão—970×90
  • Faça uma visita na Rua General Zeca Netto, 970 – no centro de Camaquã ENTRE EM CONTATO (51) 9 9368-4947 (9)
  • Design sem nome – 2024-02-29T143231.335
  • BANNER UNICRED 2
  • globalway (1)
  • Design sem nome – 2024-02-06T154143.111

Começa a ser julgado ex-diretor da Casa de Passagem de Encruzilhada do Sul acusado de estupro de vulnerável

Zeferino Fagundes Correa foi preso em 24 de agosto de 2023, após denúncias de uma vítima, de cerca de 12 anos, que alegava ter sido estuprada mais de 30 vezes


Por Kathrein Silva Publicado 19/06/2024
Ouvir: 00:00
PNG (17)
Foto: Polícia Civil / CP

O ex-diretor da Casa de Passagem da Prefeitura de Encruzilhada do Sul, Zeferino Fagundes Correa, começa a ser julgado pelo crime de estupro de vulnerável nesta quarta-feira (19) no fórum da cidade. As informações são do Portal de Encruzilhada.

Zeferino foi preso em 24 de agosto de 2023, após denúncias de uma vítima, de cerca de 12 anos, que alegava ter sido estuprada mais de 30 vezes. Segundo a vítima os abusos ocorriam há mais de um ano. A prisão ocorreu no momento em que os dois saíam da casa dele.

Após a prisão do homem, mais duas vítimas alegaram que também foram abusadas por ele, sendo que uma delas chegou a escrever uma carta contando os abusos a um familiar, que segundo ela, ocorriam desde que havia chegado ao abrigo. Ainda durante a investigação, os policiais descobriram uma quarta vítima, que seria uma criança de apenas dois anos.

Conforme as informações do Portal de Encruzilhada, Correa havia ingressado na faculdade durante seu período de reclusão no presídio de Santa Cruz do Sul, fato que pode diminuir a pena proferida nesta semana.

O caso, por envolver menores de idade, segue em segredo de justiça.

Investigação

Segundo as investigações, a adolescente de cerca de 12 anos, foi estuprada na sala da residência do homem. Em depoimento aos policiais, ela descreveu que o local continha um monitor mostrando imagens de câmeras de segurança, o que foi atestado durante mandados de busca no imóvel.

Conforme o titular da Delegacia de Encruzilhada do Sul, Róbinson Palomínio, a vítima disse que após a relação sexual, o abusador pediu para ela usar lenços umedecidos para se limpar. Quando a polícia foi cumprir mandados de busca na casa dele, encontrou uma caixa de lenços umedecidos, no lixo banheiro, o que mostra que a menina estava falando a verdade.

Ainda segundo Palomínio, no momento da prisão do suspeito, a vítima segurava uma garrafa de refrigerante. Dentro da residência foram encontradas várias garrafas iguais àquela, o que mostra que a vítima entrou sim na casa do suspeito, fato que o último negava. Além disso, a perícia identificou um fio de cabelo feminino no colchão da cama, além de manchas de sêmen.

Após a prisão do acusado, mais três vítimas, sendo uma delas um bebê de dois anos, foram identificadas. Com isso, totalizando ao menos quatro vítimas registradas.


  • Faça uma visita na Rua General Zeca Netto, 970 – no centro de Camaquã ENTRE EM CONTATO (51) 9 9368-4947 (8)
  • BANNER UNICRED 2
  • 970×90 (3)
  • Design sem nome – 2024-02-29T143231.335
  • clarão—970×90
  • Design sem nome – 2024-02-06T154143.111
  • globalway (1)
  • Design sem nome – 2024-02-29T112346.494
  • Banner-Camaqua_CC 970×90
  • Faça uma visita na Rua General Zeca Netto, 970 – no centro de Camaquã ENTRE EM CONTATO (51) 9 9368-4947 (7)
  • Faça uma visita na Rua General Zeca Netto, 970 – no centro de Camaquã ENTRE EM CONTATO (51) 9 9368-4947 (9)