Usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência em nosso portal, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao continuar navegando, você concorda com este monitoramento. Leia mais na nossa Política de Privacidade.

Acusados de participação em racha que matou idoso em Porto Alegre são condenados

Gelson da Silva, de 69 anos, tinha deficiência nas pernas e morreu após ser atropelado em janeiro deste ano


Por Pablo Bierhals Publicado 06/10/2023
 Tempo de leitura estimado: 00:00
justiça clic justiça clic justiça clic justiça clic justiça clic justiça clic justiça clic justiça clic
Justiça/Clic Camaquã

Dois homens foram condenados por participação em um racha que causou o atropelamento e a morte de um idoso com deficiência nas pernas. Em janeiro deste ano, Gelson da Silva, de 69 anos, foi atropelado enquanto atravessava a avenida Tronco, no bairro Santa Tereza, em Porto Alegre.

O réu Maycon de Souza Domingues recebeu pena de seis anos e seis meses de prisão, além de proibição de obter carteira nacional de habilitação (CNH) durante quatro anos. Ele não era habilitado. O outro réu, Leonardo Lopes da Silveira, recebeu pena de cinco anos e sete meses de prisão, além de suspensão do direito de dirigir por três anos e seis meses. Ambos cumprirão a pena em regime semiaberto. Os dois tinham 22 anos de idade à época do crime.

De acordo com a juíza Keila Lisiane Kloeckner Catta-Preta, os dois réus estavam conduzindo veículos em velocidade superior à permitida na via quando atropelaram a vítima. Além de participarem de corrida não autorizada, eles foram condenados por não prestarem socorro e por se afastarem do local do fato.

O atropelamento ocorreu no dia 3 de janeiro deste ano. A defesa de Maycon alega que não foram apresentadas provas de que houve um racha naquele evento. Já a defesa de Leonardo se manifestou anteriormente alegando inocência e negando participação no racha. Conforme a divulgado, ainda cabe recurso contra a decisão.