Usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência em nosso portal, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao continuar navegando, você concorda com este monitoramento. Leia mais na nossa Política de Privacidade.

  • Faça uma visita na Rua General Zeca Netto, 970 – no centro de Camaquã ENTRE EM CONTATO (51) 9 9368-4947 (9)
  • Design sem nome – 2024-02-06T154143.111
  • globalway (1)
  • clarão—970×90
  • Design sem nome – 2024-02-29T143231.335
  • Banner-Camaqua_CC 970×90
  • Design sem nome – 2024-02-29T112346.494
  • 970×90 (3)
  • Faça uma visita na Rua General Zeca Netto, 970 – no centro de Camaquã ENTRE EM CONTATO (51) 9 9368-4947 (7)
  • Faça uma visita na Rua General Zeca Netto, 970 – no centro de Camaquã ENTRE EM CONTATO (51) 9 9368-4947 (8)

Empresa chilena de celulose confirma investimento de R$ 25 bi no RS após enchentes

O recurso havia sido anunciado durante a assinatura do protocolo de intenções com o governo estadual no final de abril e foi reiterado em uma reunião nesta segunda-feira (17)


Por Kathrein Silva Publicado 19/06/2024
Ouvir: 00:00
PNG (16)
Foto: Freepik

A multinacional chilena de celulose CMPC confirmou o investimento de R$ 25 bilhões no Rio Grande do Sul, considerado a maior aplicação privada da história do Estado. O recurso havia sido anunciado durante a assinatura do protocolo de intenções com o governo estadual no final de abril e foi reiterado em uma reunião nesta segunda-feira (17).

Estiveram presentes no encontro o governador Eduardo Leite, o vice-governador Gabriel Souza e os titulares das secretarias de Desenvolvimento Econômico (Sedec), Ernani Polo, e do Meio Ambiente e Infraestrutura (Sema), Marjorie Kauffmann. O capital será destinado à instalação de uma nova planta industrial de produção de celulose em Barra do Ribeiro e de um terminal portuário.

Polo acredita que a continuidade do projeto da empresa é um voto de confiança na capacidade do Estado de se reerguer. O titular da Sedec ainda ressalta que a geração de empregos, estimados em 13 mil vagas durante a implementação do complexo, também será de extrema importância para a reestruturação do Estado.

O licenciamento ambiental para as obras já foi protocolado e, segundo a CMPC, o cronograma de trabalho será mantido, com o início da construção em 2026 e a finalização em 2028. A empresa também se ofereceu para fornecer mudas nativas para recompor a mata ciliar dos rios, o que ajudará a evitar a erosão dos rios.


  • clarão—970×90
  • globalway (1)
  • Faça uma visita na Rua General Zeca Netto, 970 – no centro de Camaquã ENTRE EM CONTATO (51) 9 9368-4947 (7)
  • Banner-Camaqua_CC 970×90
  • 970×90 (3)
  • Faça uma visita na Rua General Zeca Netto, 970 – no centro de Camaquã ENTRE EM CONTATO (51) 9 9368-4947 (8)
  • Design sem nome – 2024-02-06T154143.111
  • Design sem nome – 2024-02-29T112346.494
  • Design sem nome – 2024-02-29T143231.335
  • Faça uma visita na Rua General Zeca Netto, 970 – no centro de Camaquã ENTRE EM CONTATO (51) 9 9368-4947 (9)