Usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência em nosso portal, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao continuar navegando, você concorda com este monitoramento. Leia mais na nossa Política de Privacidade.

  • Design sem nome – 2024-02-29T112346.494
  • Design sem nome – 2024-02-29T143231.335
  • Banner-Camaqua_CC 970×90
  • globalway (1)
  • clarão—970×90
  • Design sem nome – 2024-02-06T154143.111
  • Faça uma visita na Rua General Zeca Netto, 970 – no centro de Camaquã ENTRE EM CONTATO (51) 9 9368-4947 (9)
  • 970×90 (3)
  • Faça uma visita na Rua General Zeca Netto, 970 – no centro de Camaquã ENTRE EM CONTATO (51) 9 9368-4947 (7)
  • Faça uma visita na Rua General Zeca Netto, 970 – no centro de Camaquã ENTRE EM CONTATO (51) 9 9368-4947 (8)
  • BANNER UNICRED 2

Caso Rai Duarte: torcedores agredidos por PMs são ouvidos na Justiça Militar

O caso ocorreu em 2022, quando dentro de uma sala do Estádio Passo D’Areia, segundo a denúncia do MPRS, Rai Duarte foi torturado


Por João Victor Fagundes Publicado 25/06/2024
Ouvir: 00:00
raiduarte
Foto: MPRS

Na última segunda-feira (24), ocorreu a terceira audiência relacionada aos torcedores do Brasil de Pelotas torturados por policiais militares no Estádio Passo D’Areia, em Porto Alegre. Nesta audiência foram ouvidos Rai Duarte e mais três torcedores do Xavante.

Segundo a denúncia, junto de outros torcedores, Rai Duarte foi vítima de tortura por parte de policiais militares em maio de 2022, em Porto Alegre. Rai foi quem teve as lesões mais graves e chegou a ficar 116 dias internado, sendo 47 dias na UTI, em estado de coma induzido, passando por 14 cirurgias. No caso dele, trata-se de tortura qualificada.

Ao todo, 17 policiais militares foram denunciados, a maioria por tortura contra 12 torcedores. Também houveram denúncias por injúria e ameaça. Era previsto que as audições dos depoimentos das vítimas terminassem nesta segunda-feira, no entanto, como uma delas não pode comparecer ao tribunal por motivos de saúde, uma nova audiência será marcada em outra ocasião. Os policiais militares serão ouvidos somente no final da instrução.


  • Faça uma visita na Rua General Zeca Netto, 970 – no centro de Camaquã ENTRE EM CONTATO (51) 9 9368-4947 (9)
  • Banner-Camaqua_CC 970×90
  • BANNER UNICRED 2
  • Design sem nome – 2024-02-06T154143.111
  • 970×90 (3)
  • globalway (1)
  • Design sem nome – 2024-02-29T143231.335
  • Faça uma visita na Rua General Zeca Netto, 970 – no centro de Camaquã ENTRE EM CONTATO (51) 9 9368-4947 (7)
  • Faça uma visita na Rua General Zeca Netto, 970 – no centro de Camaquã ENTRE EM CONTATO (51) 9 9368-4947 (8)
  • Design sem nome – 2024-02-29T112346.494
  • clarão—970×90