Usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência em nosso portal, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao continuar navegando, você concorda com este monitoramento. Leia mais na nossa Política de Privacidade.

  • globalway (1)
  • Faça uma visita na Rua General Zeca Netto, 970 – no centro de Camaquã ENTRE EM CONTATO (51) 9 9368-4947 (8)
  • Banner-Camaqua_CC 970×90
  • Faça uma visita na Rua General Zeca Netto, 970 – no centro de Camaquã ENTRE EM CONTATO (51) 9 9368-4947 (9)
  • 970×90 (3)
  • Design sem nome – 2024-02-29T143231.335
  • Design sem nome – 2024-02-06T154143.111
  • Faça uma visita na Rua General Zeca Netto, 970 – no centro de Camaquã ENTRE EM CONTATO (51) 9 9368-4947 (7)
  • clarão—970×90
  • Design sem nome – 2024-02-29T112346.494

Plano Safra para grandes produtores rurais soma R$ 400 bilhões em 2024

O novo ciclo do Plano Safra terá R$ 36,37 bilhões mais do que os valores destinados no ano anterior, quando foram operados R$ 364,22 bilhões para os maiores segmentos do agronegócio brasileiro


Por Pablo Bierhals Publicado 04/07/2024
Ouvir: 00:00
Foto: ARQUIVO/Ilustrativa

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) apresentou nesta quarta-feira (3) o Plano Safra 2024/2025, que destinará R$ 400,59 bilhões para apoiar a agricultura e a pecuária empresarial no Brasil, registrando um aumento de 10% em comparação ao ano anterior.

O novo volume de crédito visa beneficiar grandes e médios produtores rurais, incluindo os participantes do Programa Nacional de Apoio ao Médio Produtor Rural (Pronamp). Do total disponibilizado, R$ 293,29 bilhões (+8%) serão destinados a custeio e comercialização, enquanto R$ 107,3 bilhões (+16,5%) serão para investimentos.

Taxas de Juros

As taxas de juros para custeio e comercialização serão de 8% ao ano para os produtores do Pronamp. Para investimentos, as taxas variam de 7% a 12% ao ano, dependendo do programa de crédito escolhido. Do montante total, R$ 189,09 bilhões serão oferecidos com taxas de juros controladas, destinados ao Pronamp e outros produtores e cooperativas, enquanto os restantes R$ 211,5 bilhões terão taxas livres.

Programas Específicos

No programa Moderfrota, focado na aquisição de máquinas agrícolas, os juros serão de 10,5% para Pronamp e 11,5% para os demais. No Renovagro, que apoia a recuperação de pastagens e práticas agropecuárias sustentáveis, os juros serão de 7%, mesma taxa aplicada para financiamento de construção de armazéns de até 6 mil toneladas.

Para armazéns maiores e outros financiamentos de produção sustentável, a taxa de juros será de 8,5%. Para modernização de sistemas produtivos e comercialização de agroindústrias de cooperativas, os juros serão de 11,5% ao ano.

O anúncio também contemplou novidades no seguro rural. O ministro citou a condição dos produtores do Rio Grande do Sul, amplamente afetados pelos últimos eventos climáticos de estiagem e enchente. Os agricultores gaúchos terão atenção especial neste ponto. O Estado já era o que mais demandava recursos de seguro rural, na ordem de R$ 134,4 milhões em 2023. Este ano, serão R$ 368,3 milhões, somando recursos extraordinários, uma alta de 174%.

Foco na Sustentabilidade

O ministro da Fazenda, Fernando Haddad, destacou que os investimentos em recuperação de pastagens e iniciativas de sustentabilidade ambiental estão alinhados com as expectativas dos países importadores do agronegócio brasileiro. “Este Plano Safra é completamente aderente ao plano de transformação ecológica do Brasil, financiando a juros baixos a recuperação de terra degradada e colocando-a novamente a serviço da produção”, afirmou.

Recursos Adicionais e Fortalecimento do Agronegócio

O novo ciclo do Plano Safra terá R$ 36,37 bilhões a mais do que o ciclo anterior, que disponibilizou R$ 364,22 bilhões para o agronegócio. Além disso, o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) anunciou que os produtores rurais terão acesso a mais R$ 108 bilhões em recursos de Letras de Crédito do Agronegócio (LCA), complementando os incentivos do novo Plano Safra.

Plano Safra da Agricultura Familiar

Ainda na manhã de quarta-feira, no Palácio do Planalto, Lula lançou o Plano Safra da Agricultura Familiar 2024/2025, destinando R$ 76 bilhões para o crédito rural através do Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf). Este valor representa um aumento de 6,2% em relação à safra anterior e é o maior da série histórica.


  • Design sem nome – 2024-02-29T143231.335
  • globalway (1)
  • Design sem nome – 2024-02-29T112346.494
  • Faça uma visita na Rua General Zeca Netto, 970 – no centro de Camaquã ENTRE EM CONTATO (51) 9 9368-4947 (7)
  • 970×90 (3)
  • Faça uma visita na Rua General Zeca Netto, 970 – no centro de Camaquã ENTRE EM CONTATO (51) 9 9368-4947 (8)
  • Design sem nome – 2024-02-06T154143.111
  • Faça uma visita na Rua General Zeca Netto, 970 – no centro de Camaquã ENTRE EM CONTATO (51) 9 9368-4947 (9)
  • Banner-Camaqua_CC 970×90
  • clarão—970×90