Usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência em nosso portal, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao continuar navegando, você concorda com este monitoramento. Leia mais na nossa Política de Privacidade.

  • Banner-Camaqua_CC 970×90
  • 970×90 (3)
  • Design sem nome – 2024-02-29T143231.335
  • Design sem nome – 2024-02-06T154143.111
  • Faça uma visita na Rua General Zeca Netto, 970 – no centro de Camaquã ENTRE EM CONTATO (51) 9 9368-4947 (7)
  • Faça uma visita na Rua General Zeca Netto, 970 – no centro de Camaquã ENTRE EM CONTATO (51) 9 9368-4947 (8)
  • clarão—970×90
  • Design sem nome – 2024-02-29T112346.494
  • globalway (1)
  • Faça uma visita na Rua General Zeca Netto, 970 – no centro de Camaquã ENTRE EM CONTATO (51) 9 9368-4947 (9)

Ato simbólico marca o retorno da Ceasa/RS à sua sede em Porto Alegre

A reabertura ocorreu nesta segunda-feira (17)


Por Kathrein Silva Publicado 17/06/2024
Ouvir: 00:00
PNG (9)
Foto: Joel Vargas

A Central de Abastecimento do Rio Grande do Sul (Ceasa/RS) reabriu as portas de sua sede, no bairro Anchieta, nesta segunda-feira (17), após um mês de operação em Gravataí, em espaço provisório cedido pelas Farmácias São João, devido às inundações que atingiram Porto Alegre.

O vice-governador Gabriel Souza, o titular da Secretaria de Desenvolvimento Rural (SDR), Ronaldo Santini, e o presidente da instituição, Carlos Siegle de Souza, participaram de um ato simbólico de boas-vindas ao público. 

A retomada das atividades na sede da Ceasa/RS será gradual. As estruturas de algumas áreas ainda estão sendo avaliadas. Os prédios administrativos estão interditados temporariamente e o Galpão de Não Permanentes (GNP) necessita de reparos.

Serão necessários R$ 64 milhões para a reconstrução do complexo da Ceasa/RS. O valor foi definido em uma reunião realizada na sexta-feira (14/6), qual estavam presentes o secretário de Desenvolvimento Rural, o presidente da central de abastecimento e as secretárias da Fazenda, Pricilla Santana, e de Planejamento, Governança e Gestão, Danielle Calazans.

Para viabilizar os recursos necessários para a reforma, foi criado um grupo de trabalho composto por representantes das secretarias envolvidas, do Escritório de Desenvolvimento de Projetos (EDP) e da Procuradoria-Geral do Estado (PGE). Além dos recursos, a Ceasa/RS estuda medidas para tornar viável a prorrogação por 60 dias dos aluguéis dos permissionários.

Operação provisória 

Durante o tempo que funcionou em Gravataí, a Ceasa/RS comercializou 13.493,31 toneladas de hortifrutigranjeiros, um resultado considerado positivo, já que a área provisória correspondia a apenas 10% do tamanho da sede original. Estiveram presentes na instalação provisória 481 produtores e 104 atacadistas.

Ao todo, 104 diferentes hortigranjeiros foram comercializados, além de produtos dos setores de embalagens, flores e folhagens. Entre os mais vendidos, a batata se destacou, com 1,5 mil toneladas, seguida por tomate longa vida, batata doce, laranja e cebola. 

Ceasa/RS em números

  • Área da sede: 42 hectares
  • Produtores cadastrados: 1.570
  • Empresas atacadistas cadastradas: 311
  • Volume comercializado em Gravataí: mais de 13 mil toneladas  

  • clarão—970×90
  • Faça uma visita na Rua General Zeca Netto, 970 – no centro de Camaquã ENTRE EM CONTATO (51) 9 9368-4947 (9)
  • Faça uma visita na Rua General Zeca Netto, 970 – no centro de Camaquã ENTRE EM CONTATO (51) 9 9368-4947 (8)
  • Design sem nome – 2024-02-29T143231.335
  • globalway (1)
  • Design sem nome – 2024-02-06T154143.111
  • Faça uma visita na Rua General Zeca Netto, 970 – no centro de Camaquã ENTRE EM CONTATO (51) 9 9368-4947 (7)
  • 970×90 (3)
  • Design sem nome – 2024-02-29T112346.494
  • Banner-Camaqua_CC 970×90