Polícia

Polícia prende acusado de matar jovem a tiros em Amaral Ferrador

Segundo a Polícia Civil, o preso é o autor dos disparos que matou um jovem de 16 anos na cidade de Amaral Ferrador na última quinta-feira (14)
Por: Elias Bielaski | Publicado: 18/10/2021 às 14:34 | Alterado: 25/10/2021 às 11:15 | Fonte: Polícia Civil
Foto: Polícia Civil/Divulgação
Foto: Polícia Civil/Divulgação

Na tarde deste domingo, 18 de outubro, a Polícia Civil prendeu um acusado de homicídio consumado e lesão corporal ocorridos em Amaral Ferrador. Segundo a Polícia Civil, o preso é o autor dos disparos que matou um jovem de 16 anos na cidade de Amaral Ferrador na última quinta-feira (14).

Concorra a um rancho do Macro Atacado Krolow <

A prisão foi efetuada pela Polícia Civil, através da Delegacia de Polícia de Amaral Ferrador.

O autor dos disparos que matou um jovem de 16 anos na cidade de Amaral Ferrador foi detido em Pelotas. 

Na oportunidade do crime, o homem arrombou a porta da casa onde estava a vítima e desferiu diversos disparos que mataram o jovem.

Sua namorada, que estava ao lado, tentou proteger a vítima, restando lesionada com um disparo de arma de fogo no antebraço.

Receba as notícias do Clic pelo WhatsApp <

A investigação, coordenada pela Delegada de Polícia Carla Kuhn, identificou o autor e representou por sua segregação cautelar

Conforme informações obtidas pela reportagem do Clic Camaquã, o autor dos disparos havia tido uma relação uma relação com a jovem que foi vítima do disparo no antebraço. Desta forma, o crime pode ter sido motivado por ciúme do novo relacionamento.

O mandado de prisão preventiva foi cumprido na tarde deste domingo (18), com o apoio dos Policiais Civis da 18º Região Policial.

A Polícia Civil não trouxe mais informações sobre o caso. O autor dos disparos não teve seu nome divulgado em virtude da Lei de Abuso de Autoridade (nº 13.869), que desde 2019, proíbe a divulgação deste tipo de informação antes do trânsito em julgado. 

Clique aqui e vote no Prêmio Prime 2022 <

O homem foi encaminhado ao sistema prisional, onde aguardará pelo julgamento. 

deixe seu comentário