Boca no Trombone

Moradores relatam descarte irregular de lixo em Camaquã

Vídeo mostra acúmulo de lixo na rua Marcírio Dias Longaray e na rua Santo Augusto; confira
Por: Renata Ulguim | Publicado: 01/07/2021 às 15:03 | Alterado: 08/07/2021 às 14:05
Acúmulo de lixo na rua Marcírio Dias Longaray. Foto: Igor Garcia
Acúmulo de lixo na rua Marcírio Dias Longaray. Foto: Igor Garcia
Acúmulo de lixo na rua Marcírio Dias Longaray. Foto: Igor Garcia
Acúmulo de lixo na rua Marcírio Dias Longaray. Foto: Igor Garcia
Acúmulo de lixo na rua Marcírio Dias Longaray. Foto: Igor Garcia
Acúmulo de lixo na rua Marcírio Dias Longaray. Foto: Igor Garcia
Acúmulo de lixo na rua Santo Augusto. Foto: Igor Garcia
Acúmulo de lixo na rua Santo Augusto. Foto: Igor Garcia
Acúmulo de lixo na rua Santo Augusto. Foto: Igor Garcia
Acúmulo de lixo na rua Santo Augusto. Foto: Igor Garcia
Acúmulo de lixo na rua Santo Augusto. Foto: Igor Garcia
Acúmulo de lixo na rua Santo Augusto. Foto: Igor Garcia

Nesta quinta-feira, 1 de julho, a editoria Boca no Trombone recebeu mais dois relatos de descarte irregular de lixo em Camaquã. Desta vez, os relatos foram trazidos por moradores da rua Marcírio Dias Longaray e a Santo Augusto. Segundo os moradores, a Prefeitura limpou os dois locais a poucos dias, mas as pessoas passam e continuam jogando lixo. 

Receba as notícias do dia no seu WhatsApp

Fotos e vídeos encaminhados à reportagem do Clic Camaquã mostram grande acúmulo de lixo na rua Princesa Isabel. Assista:

Móveis, pneus, podas de árvores, lixo doméstico, resíduos de construção civil e até mesmo restos de animais foram encontrados nos locais. Poucos itens escapam ao destino de serem jogados em praças, terrenos e demais locais a céu aberto.

O descarte irregular de resíduos é um problema crônico nas cidades brasileiras e, segundo o último levantamento do Ministério do Meio Ambiente, pelo menos 56% dos municípios no País recorrem a depósitos inadequados na hora de dar adeus ao lixo que produzem.

A origem do problema está no contexto cultural em que grande parte da população cresceu: sem instrução, amparo e busca pela conscientização do descarte adequado do lixo, que é um dever de todos.

Diariamente, a reportagem do Clic Camaquã visita os bairros e traz as demandas dos moradores de Camaquã. Na cidade e no interior, o repórter Igor Garcia e a unidade móvel do Clic mostram os problemas e suas soluções nas ruas e estradas da cidade.

Inscreva-se no canal do Clic no YouTube.

A redação do Clic Camaquã recebe com frequência uma grande quantidade de denúncias sobre diversos problemas, sendo os mais comuns o descarte irregular de lixo, iluminação e as condições de trafegabilidade de ruas e estradas.

A demanda é comandada pela audiência, que pode entrar em contato por qualquer uma das redes sociais ou pelo WhatsApp (51) 8972-5555. 

Assim, cada internauta pode colaborar com a reportagem, trazendo informações sobre acidentes, prisões, denúncias ou fatos relevantes para a comunidade.


deixe seu comentário