Campo em Dia

Safra do Arroz em 2020/2021 chega ao fim com produtividade recorde

Produtividade média do Estado ficou em 9.010 quilos por hectare, com uma diferença de cerca de 600 quilos por hectare em relação ao recorde anterior
Por: Elias Bielaski | Publicado: 10/06/2021 às 17:26 | Alterado: 17/06/2021 às 19:10 | Fonte: IRGA
Imagem Ilustrativa. Foto: IRGA
Imagem Ilustrativa. Foto: IRGA

O Instituto Rio Grandense do Arroz finalizou o levantamento dos dados da safra 2020/2021. Como já era esperado, o destaque ficou por conta da produtividade média no RS, que bateu recorde: 9.010 quilos por hectare. A maior produtividade, até então, foi registrada na safra 2019/2020, com 8.400 kg/ha.

Quer ganhar uma pizza? Clique aqui!

Analisando os dados das seis regiões arrozeiras, a Fronteira Oeste apresentou a maior produtividade, com 9.705 Kg/ha. A Zona Sul também teve um desempenho acima da média gaúcha, com 9.325 kg/ha.

O levantamento do Irga é elaborado pelos Núcleos de Assistência Técnica e Extensão Rural (Nates) a partir de informações fornecidas pelos produtores gaúchos e tabuladas pela Divisão de Assistência Técnica e Extensão Rural (Dater) da autarquia.

Receba as notícias do Clic no WhatsApp.

No Estado, foram colhidas 8.523.429 toneladas, a quarta maior produção da história. As três maiores, no entanto, foram sobre áreas acima de 1,1 milhão de hectares enquanto a safra deste ano foi colhida em 945.971 ha (número atualizado).

As altas produtividades obtidas na safra 2020/2021 são resultados da adoção de manejos recomendados por pesquisa e extensão, tais como: preparo antecipado do solo, utilização de sementes certificadas, semeadura na época preferencial, irrigação estabelecida até o estádio V3-V4, manejo precoce de plantas daninhas, rotação de culturas (principalmente com soja), implantação de coberturas de inverno em sistemas integrados de produção agropecuária (destaque para o azevém e trevo persa), entre outras práticas agronômicas.

Além disso, também merece destaque a genética Irga, principalmente o uso da cultivar IRGA 424 RI, que apresenta estabilidade e alto potencial produtivo e foi semeada em mais de 50% das lavouras de arroz do RS, contribuindo diretamente para altas produtividades.

Inscreva-se no canal do Clic no YouTube.

Dos 945.971 ha colhidos nesta safra no RS, em 612.787 ha foram usadas as cultivares desenvolvidas pelo Irga, o que representa 64,78% de todas as cultivares semeadas. A mais utilizada pelos produtores foi a IRGA 424 RI, com 51,46% de representatividade (equivalente a 476.770 ha semeados). Em segundo lugar aparece a IRGA 431 CL, com 11,52% (108.926,00 ha).

SOJA

Em relação à soja em rotação com o arroz, a área total semeada no Estado foi de 366.409 ha. A cultivar TEC IRGA 6070 RR foi um dos destaques, ocupando o terceiro lugar na lavoura gaúcha e responsável por 36.248 ha (9,89%). Já a BS IRGA 1642 IPRO foi usada em 12.205 ha semeados no RS (3,33%).

Baixe o aplicativo da ClicRádio no seu celular.

deixe seu comentário