Política

Segundo turno da Eleição de 2022 deve ser entre Bolsonaro e Lula, apontam pesquisas

Pesquisas preveem disputa acirrada no segundo turno; Ciro Gomes, Sérgio Moro e Luciano Huck ficam na posições seguintes
Por: Elias Bielaski | Publicado: 10/05/2021 às 17:50 | Alterado: 17/05/2021 às 23:15
Imagem Ilustrativa. Fotos: Divulgação
Imagem Ilustrativa. Fotos: Divulgação

Nos últimos anos, ficou clara a polarização entre Bolsonaro e Lula no cenário político nacional, fato que se reflete nas redes sociais e rodas de discussão. E o resultado da próxima eleição presidencial deve contribuir ainda mais para estar polarização.

Receba as notícias do Clic no WhatsApp.

Nesta segunda-feira, 10 de maio, o Instituto Paraná Pesquisa divulgou uma nova pesquisa de intenção de votos para 2022, apontando uma disputa acirrada entre o atual presidente, Jair Messias Bolsonaro (sem partido), e o ex-presidente Luis Inácio Lula da Silva, do Partido dos Trabalhadores (PT).

De acordo com a VEJA, a pesquisa mostra o presidente Jair Bolsonaro à frente numericamente em todos os cenários de primeiro turno e vencendo todos os adversários no segundo turno. Mas, relacionando o resultado com as últimas pesquisas realizadas, o presidente perdeu votos em todos os cenários de disputa direta contra alguns dos principais rivais entre julho de 2020 e maio de 2021, conforme o instituto de pesquisas.

No segundo turno contra o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, reabilitado na corrida eleitoral pelo Supremo Tribunal Federal, Bolsonaro leva vantagem numérica, 42,5% a 39,8%, em um empate técnico dentro da margem de erro do levantamento, de dois pontos porcentuais.  Mas a vantagem diminuiu — era de mais de nove pontos em julho de 2020 e agora é inferior a três. 

Clique aqui e confira o resultado da pesquisa.

Outra pesquisa divulgada nesta semana foi da Consultoria Atlas, que aponta a polarização entre os candidatos e o distanciamento para os demais concorrentes.

A pesquisa da Atlas aponta que a dupla ampliou a vantagem que já tinha sobre os demais possíveis concorrentes, sendo: o ex-ministro e ex-governador Ciro Gomes (PDT), com 5,7%; Sérgio Moro com 4,9%; Luiz Henrique Mandetta (DEM), 3,4%; Luciano Huck (sem partido), 2,1%; Danilo Gentili (sem partido), 2%; João Doria (PSDB), 1,8%; João Amoêdo (Novo), 1,5%; e Marina Silva (Rede), 1,3%.

De acordo com o Valor Investe, outros quatro nomes somam 2,6%. Não souberam responder ou sinalizaram intenção de votar em branco ou nulo 4,5%.

Inscreva-se no canal do Clic no YouTube.

deixe seu comentário