Economia

RS tem aumento de 47,9% na arrecadação de ICMS no mês de abril

A arrecadação de ICMS em abril de 2021 foi de R$ 3,84 bilhões, contra R$ 2,61 bilhões em abril de 2020
Por: Elias Bielaski | Publicado: 07/05/2021 às 11:00 | Alterado: 14/05/2021 às 01:20 | Fonte: Assessoria de Comunicação Social - TCE/RS
Foto: Elias Bielaski / Clic Camaquã
Foto: Elias Bielaski / Clic Camaquã

O Tribunal de Contas do Estado (TCE-RS) divulgou, nesta quinta-feira (06), a edição de abril de 2021 do Boletim Informativo das Receitas Estaduais. A publicação mostra um crescimento de 36,9% na receita bruta do Poder Executivo, em comparação com o mesmo mês do ano passado, que foi um dos períodos mais afetados pelas medidas restritivas necessárias para conter o avanço da pandemia de Covid-19.

A arrecadação de ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços) em abril de 2021 foi de R$ 3,84 bilhões, contra R$ 2,61 bilhões em abril de 2020, o que representa um crescimento nominal de 47,9%.

ClicRádio e Afubra sorteiam dois smartphones.

Os grupos setoriais de eletrônicos e artefatos domésticos, metal mecânico, móveis e materiais de construção, polímeros e agronegócio foram os que apresentaram as maiores variações nos valores arrecadados de ICMS na comparação de abril de 2021 com o mesmo mês do ano anterior.

Somados, esses setores recolheram R$ 794,8 milhões a mais de ICMS do que no mesmo período de 2020, variando de R$ 657,3 milhões para R$ 1,45 bilhão, o que representou aumento nominal de 120,9%.

Quanto aos outros impostos estaduais, verificou-se que o Imposto sobre Propriedade de Veículos Automotores (IPVA) apresentou um crescimento nominal de 10% quando comparado a abril de 2020, e o Imposto sobre Transmissão “Causa Mortis” ou Doação (ITCD) aumentou 132,3% quando comparado ao mesmo período do ano anterior.

Receba as notícias do Clic no seu celular.

Portanto, o crescimento dos impostos estaduais no mês de abril de 2021 demonstra um sinal positivo de crescimento da economia gaúcha.

Os dados apresentados são obtidos junto aos sistemas informatizados disponibilizados pela Secretaria da Fazenda (Finanças Públicas do Estado do Rio Grande do Sul - FPE e Portal BI - CUBO DW).

Acesse aqui a íntegra do Boletim Informativo das Receitas Estaduais.

deixe seu comentário