Saúde e Bem Estar

Região de Saúde de Camaquã terá 10 novos leitos de UTI

Hospital Berço Farroupilha, em Guaíba, recebe 10 novos leitos, que vão reforçar a 21ª Região de Saúde, que compreende Camaquã e municípios próximos
23/02/2021 - 15h:14min - Fonte: Agência de Notícias do Estado

Leitos de UTI estão sendo abertos ou reabertos no Estado para dar conta da alta demanda provocada pelo agravamento da pandemia de coronavírus. Da sexta-feira (19/2) até o fim de semana (dias 20 e 21), serão 65 leitos em operação em hospitais do Estado: 20 no Hospital Nossa Senhora das Graças, em Canoas; 10 no Hospital Municipal Getúlio Vargas, em Sapucaia do Sul; cinco no Hospital de Tramandaí; 10 no Hospital São Vicente de Paulo, em Passo Fundo; 10 no Hospital São Francisco de Assis, em Parobé; e 10 no Hospital Berço Farroupilha, em Guaíba.

Baixe o aplicativo da ClicRádio e concorra a prêmios toda sexta.

Os 10 leitos do Hospital Berço Farroupilha reforçam a 21ª Região de Saúde, de Guaíba, que compreende Camaquã e os municípios da região.

Nesta manhã desta terça-feira (23/2), a Secretaria da Saúde (SES) enviou 10 respiradores e 10 monitores para equipar os leitos que devem ser abertos na quarta (24/2) no Hospital São Vicente de Paulo, em Passo Fundo. Na próxima semana, devem abrir mais 62 leitos, totalizando, em duas semanas, 127 leitos.

Equipamentos PFundo 1

Respiradores e monitores foram enviados nesta terça ao Hospital São Vicente de Paulo, em Passo Fundo - Foto: Divulgação SES

“Desde a última sexta-feira, estamos enviando material, inclusive camas, para diversos hospitais, que estão abrindo ou reabrindo leitos”, explicou a diretora do Departamento de Gestão da Atenção Especializada, Lisiane Wasem Fagundes, que faz um alerta: “a capacidade de ampliação está no limite.”

Se contabilizados os leitos de Canoas, Sapucaia e Tramandaí, já entregues e em funcionamento, a rede hospitalar pública gaúcha mais do que dobrou a capacidade de atendimento de terapia intensiva desde o início da pandemia, passando de 933 para 2.074 leitos por meio do Sistema Único de Saúde (SUS) – aumento de 122,3%.

“Estamos fazendo todo o esforço para melhorar a estrutura, e temos previsão de abrir mais leitos ainda nas próximas semanas, mas obviamente há limitações, principalmente de pessoal. Além disso, se as pessoas não se cuidarem, a pandemia irá se agravar e não será possível atender a todos”, afirma a secretária da Saúde, Arita Bergmann.

Clique aqui e receba as notícias da região no seu celular.

Dados da manhã desta terça-feira (23) indicam lotação de 86,9% dos leitos de UTI adulto no Estado, a maior desde o início da pandemia. Há 1.188 pacientes confirmados com Covid-19 no setor e outros 201 com a suspeita ou outro agravo respiratório, além de 952 por diferentes causas. Outras 2,8 mil pessoas seguem internadas por coronavírus (confirmada ou suspeita) ou outros problemas respiratórios fora de UTI.

Nesta terça (23), pela primeira vez, mais da metade de todos os pacientes internados em UTIs (50,7%) no RS são pacientes confirmados com coronavírus. “Além disso, há outros dois dados muito preocupantes: a curva de crescimento de internações desta semana é inédita e o número de internados teve um crescimento brutal [de 2.383 casos em 24/1 para 4.325 no dia 23/2]”, disse Bruno Naundorf, integrante do Gabinete de Crise da SES.

deixe seu comentário