Campo em Dia

Jornalista reforça a boa perspectiva para o agronegócio em 2021

Gilkiane Cargnelutti trouxe um panorama positivo sobre a agricultura e para a pecuária; saiba mais
22/02/2021 - 17h:51min - Fonte:

Todas as segundas-feiras é dia de participação especial da jornalista e assessora de imprensa, Gilkiane Cargnelutti, na ClicRádio. Ela trouxe excelentes notícias para o agronegócio. 

Ela comentou que o Brasil está se encaminhando para mais uma safra recorde de grãos. Gilkiane informou que segundo o 5° Levantamento do Ciclo 2020/2021, divulgado na semana passada, pela CONAB, os produtores podem colher 268,3 milhões de toneladas. 

Ela explicou que este será um volume superior ao obtido em 2019/2020. O novo levantamento eleva a expectativa que havia em janeiro de que a safra chegaria a 264,8 milhões de toneladas. Esse acréscimo de 3,5 milhões de toneladas é sustentado pelo crescimento de 4,4% na área de plantio de milho, segunda safra que está em andamento. 

Ela comentou que a pesquisa também confirma o levantamento de janeiro para o estado do Rio Grande do Sul. O estado deve colher 34,7 milhões de toneladas de grãos, com acréscimo de 30,1% sobre as 26,7 milhões de toneladas de 2020, que foi um ano afetado pela estiagem. 

Há um mês atrás a expectativa era de 34,1 milhões de toneladas. A avaliação mais significativa, conforme Gilkiane destacou, foi a da soja, que passou de 19,8 milhões para 20 milhões de toneladas, graças à revisão da perspectiva de produtividade. 

A cultura deve ser a principal responsável pelo avanço deste ano. Mas neste caso o fator preocupante é a estiagem, que reduziu a colheita do ano passado e rebaixou o cálculo para 11,4 milhões de toneladas. 

A outra grande notícia trazida pela jornalista é que o valor bruto da produção agropecuária brasileira deve crescer 11,8% e chegar a 1 trilhão segundo a estimativa divulgada na última semana pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento. Para a agricultura o valor projetado é de 688,4 bilhões e para a pecuária é de 314,5 bilhões. 

Tudo isso, de acordo com a jornalista, reforça que o agro não parou, segue produzindo e segurando os bons índices da economia. Para conferir mais informações sobre o agronegócio, assista a participação completa da jornalista: 

 

deixe seu comentário