Mundo Animal

Dia Mundial do Gato: Como lidar e como cuidar de um gato recém adotado

Médico veterinário traz dicas de cuidados com gatos e importância de exames para prevenir doenças
17/02/2021 - 14h:32min - Fonte:

Mais da metade dos lares brasileiros possuem animais de estimação e em 21% deles, estes animais são os felinos mais populares do mundo: os gatos. Envolvidos em muitas teorias, algumas verdadeiras e outras falsas, os bichanos são cada vez mais comuns em áreas urbanizadas e, principalmente, em cidades com o crescimento mais 'vertical', com menos pátios e áreas abertas.

Baixe o aplicativo da ClicRádio e concorra a prêmios toda sexta.

Muito diferente dos cachorros, os gatos são mais independentes, mas não por isso amam menos os seus donos. O Dr. Kristyn Vitale, da Universidade de Oregon, observou 70 gatos em situações de insegurança para realizar um estudo comparando o sentimento dos caninos e dos felinos, chegando a conclusão de que ambos amam seus tutores com a mesma intensidade. Clique aqui e entenda o estudo.

Apesar de demonstrarem de formas bem diferentes, os gatos tem um sentimento único por seus tutores, que recebem uma confiança muito diferente, ajudando a regular os níveis de estresse. E esse é o principal fator que você deve ter atenção extra ao adotar um novo pet. 

O programa Bom Dia Camaquã teve um bloco exclusivo para trazer dicas aos 'pais de pet'. O programa da ClicRádio recebeu o Dr. Emílio Lemke Sastre, graduado em Medicina Veterinária pela Universidade da Região da Campanha, com pós-graduação em clínica e cirurgia de animais de pequeno porte e outra em felinos. 

Com experiência na área de Medicina Veterinária, tendo ênfase em Clínica e Cirurgia Animal, Emílio trouxe ótimas dicas para aqueles que preferem os gatos, que são animais normalmente ditos independentes e que não possuem o mesmo apego do cachorro ao seu dono, afirmação que o doutor especializado em gatos desmentiu: "70% do gato é sentimental. Muita gente não sabe mas de 30 à 40% das doenças em felinos são causadas por estresse", destacou Sastre, que ainda ressaltou o quanto os gatos são apegados ao seu dono.

Emílio também destacou o novo serviço de exame de sangue realizado pela clínica PetVet Center Camaquã, que ajuda no diagnóstico precoce de diversas doenças que acometem os felinos. "Se tu fizer tudo certinho, fizer as vacinas anuais, com a vacina de qualidade que faz a prevenção contra o vírus da Felv (leia abaixo), teu paciente dura bastante", ressaltou. Segundo ele, a estimativa de vida dos felinos pode ser extendida e há casos de animais que chegaram aos 30 anos de idade. Clique aqui e leia mais sobre a doença.

O doutor também destacou a importância de realizar a castração do animal ainda novo, evitando com que ele tenha contato com outras doenças pandêmicas que circulam pelo Brasil. 

Clique aqui e receba as notícias da região no seu celular.

Respondendo à pergunta de uma internauta, o doutor destacou que os gatos são animais monótonos e não costumam gostar de alterações em sua rotina. Por esse motivo, são necessários cuidados para os pais de felinos que desejam adotar um novo gato. Segundo ele, a melhor forma de fazer com que o gato que já mora na residência se acostumar é introduzir o novo membro da família aos poucos.

Acompanhe as dicas e entrevista completa a partir de 15min de transmissão:

deixe seu comentário