Saúde e Bem Estar

Vacina contra a Covid-19 chega em Camaquã nos próximos dias

Com antecipação da campanha no RS, vacina deve chegar em Camaquã em breve; Prefeitura quer vacinar mil pessoas por dia
Por: Elias Bielaski | Publicado: 18/01/2021 às 00:00 | Alterado: 19/04/2021 às 14:20
Imagem Ilustrativa. Foto: Divulgação
Imagem Ilustrativa. Foto: Divulgação

Com a autorização do Ministério da Saúde (MS), o governo do Estado antecipou o início da vacinação contra a Covid-19 no Rio Grande do Sul para esta segunda-feira, 18 de janeiro. A vacinação começa pela capital Gaúcha, Porto Alegre, iniciando pela vacinação simbólica de uma técnica de enfermagem do Hospital de Clínicas.

Na terça-feira, 19 de janeiro, as doses começam a ser distribuídas para o interior do Estado. Camaquã deve receber um número ainda indefinido de doses nesta semana, com a expectativa de vacinar mil pessoas por dia a partir da chegada de lotes maiores. O aparato para vacinação é subsidiado pelos governos Federal e Estadual.

Baixe o aplicativo da ClicRádio e concorra a prêmios toda sexta.

A reportagem do Clic Camaquã entrou em contato com a coordenação da Secretaria Municipal da Saúde (SMS), que realiza reunião neste momento para definir o esquema da vacinação, que em primeiro momento, será iniciada pelos profissionais de saúde que atuam na linha de frente de combate à Covid-19 no município.

O primeiro lote, segundo o governador, ainda terá poucas doses da vacina, ainda não contemplando todos os públicos prioritários. Assim que maiores lotes chegarem ao município, a SMS realizará a vacinação nas salas de vacina de Camaquã, nas principais unidades de saúde.

Confira a nota divulgada pela assessoria da Prefeitura:

"Ontem Camaquã recebeu um sinal de esperança e alento, com a primeira dose de CoronaVac, aplicada em São Paulo. A Secretaria Municipal da Saúde de Camaquã, está preparada para começar a vacinar tão logo as doses cheguem ao município.

Graças ao planejamento estratégico e estrutural que a secretaria vem realizando, terá capacidade para vacinar em torno de mil pessoas por dia. No entanto, tem que seguir o cronograma de prioridade estabelecido pelo ministério da saúde e para cada etapa da vacinação vamos depender do número de doses que for disponibilizado pelo estado. 

A primeira etapa de vacinação no município iniciará tão logo tenhamos recebido as primeiras doses da vacina, nesta fase serão imunizados os profissionais de saúde da linha de frente do combate contra o covid, Equipe de vacinadores; Equipe de atendimento de urgência e emergência; HNSA setores que atendem pacientes com covid; Equipe da vigilância epidemiológica."

Hoje, o governador Eduardo Leite foi ao Centro de Distribuição Logística do MS, em Guarulhos (SP), receber de forma simbólica as primeiras 341,8 mil doses destinadas ao Rio Grande do Sul.

Leia mais: Anvisa aprova duas vacinas e imunização contra Covid-19 pode ser iniciada

No final da tarde deste domingo (17/01), o governador havia falado sobre a vacinação no Estado. "O RS está pronto! #vacinaJÁ. Nossa Rede de Frio, a logística de distribuição para as coordenadorias regionais de saúde, as seringas agulhadas... tudo pronto para o início da imunização no estado”, manifestou o governador Eduardo Leite nas redes sociais. Asssista o pronunciamento:

“Vamos receber as doses na tarde desta segunda e iniciar ainda hoje o processo de imunização. Temos uma rede de saúde bem distribuída e toda a rede logística já preparada. Transporte, rede de frio, seringas agulhadas, ou seja, tudo pronto para iniciar esse grande processo de vacinação assim que as doses chegarem à capital gaúcha. E, em 24 horas, as doses estarão em todas as regiões do Estado, para que elas também possam iniciar a aplicação, respeitando as faixas definidas no Plano Nacional de Imunizações (PNI)”.

gov guarulhos vacina 2

O avião com as doses destinadas ao RS chega ao Estado na tarde desta segunda (18) - Foto: Felipe Dalla Valle/Palácio Piratini

Ao Rio Grande do Sul, estão sendo enviadas por avião 311.680 doses da CoronaVac, vacina do Instituto Butantan feita em parceira com o laboratório Sinovac, para os grupos prioritários (profissionais da saúde da linha de frente e idosos que vivem em instituições de longa permanência) e outras 30.120 à população indígena.

A primeira pessoa a receber a vacina no Estado será uma profissional da saúde, cujo nome será definido pela equipe da Secretaria da Saúde em parceria com os hospitais. Os detalhes da primeira aplicação ainda estão em definição.

“Será um ato simbólico, uma forma de reconhecimento a todas as pessoas que estão há meses se arriscando para salvar vidas. Mas o importante é que já começaremos a vacinação com um grande volume, são mais de 340 mil doses no RS, o que garantirá a imunização de uma grande parte da rede hospitalar, das pessoas que estão mais expostas ao vírus, e em curto espaço de tempo”, destacou Leite.

A expectativa, a partir de informações repassadas pelo ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, a todos os governadores que participaram do início do processo de distribuição da CoronaVac, é que novas doses cheguem aos país nos próximos dias, além de contar com a autorização da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) para que a vacina envasada no Brasil seja incorporada ao PNI.

“A vacina é a solução para permitir que as pessoas estejam mais tranquilas para conviverem, se encontrarem e poderem circular, também para retomarmos a economia e, evidentemente, preservarmos vidas. Agradecemos ao Ministério da Saúde, que faz a aquisição das doses e que garante, dentro do PNI, que é a cultura do Brasil, a imunização de todos os brasileiros em todos os Estados”, acrescentou o governador.

Clique aqui e receba as notícias de Camaquã e região no seu celular.