Economia

Camaquã pode ter instalação de indústria fumageira com mais de 100 empregos

Novo secretário da Indústria, Comércio e Serviços falou possível chegada de indústria fumageira em Camaquã, com previsão de geração de 100 empregos
17/01/2021 - 20h:01min - Fonte:

 A cidade de Camaquã poderá ter a chegada de uma indústria fumageira com previsão de geração de mais de 100 empregos diretos. A informção foi trazida por Clayton Dworzecki Soares, novo secretário Municipal da Indústria, Comércio e Serviços, que concedeu sua primeira entrevista como chefe da pasta.

Baixe o aplicativo da ClicRádio e concorra a prêmios toda sexta.

No programa Controle Geral, da ClicRádio, ele detalhou o trâmite para a vinda da indústria, que gera grande expectativa no Poder Público e que segundo ele, pode ser o ínicio da vinda de mais investimentos para a cidade. Segundo o secretário, duas empresas do ramo haviam iniciado tratativas para se instalar na cidade em 2020, porém, a Legislação Eleitoral acabou "travando" o andamento dos processos.

"Agora, a gente tá dando prosseguimento nos projetos dessas empresas", destacou. Segundo ele, outro destaque são protocolos de empresas camaquenses que desejam realizar expansão e procuram um terreno no Distrito Industrial de Camaquã. Ele também falou sobre a importância da atração de novos empreendimentos para a cidade, que deve ser feita com diálogo, tanto com municípios da região como com municípios de fora da cidade, mostrando as potencialidade do município e da região.

Clayton também destacou que um dos principais objetivos do seu trabalho à frente da pasta é fomentar a geração de emprego e a atração de investimentos para a cidade. Com estas movimentações, o município teria maior arrecadação, que por sua vez, poderia ser investida em melhorias na infraestrutura da cidade.

Clique aqui e receba as notícias de Camaquã e região no seu celular.

Ele também falou sobre a incorporação das áreas da Cultura e Turismo que, de acordo com projeto que tramita na Câmara Municipal de Vereadores, deve ser incorporada à Secretaria da Indústria, Comércio e Serviços. Assista a entrevista completa:

deixe seu comentário