Política

Seduc libera compra da agricultura familiar para a alimentação escolar

Deputada estadual Sofia Cavedon (PT) participou do programa Campo em Dia e falou sobre o assunto; confira
23/11/2020 - 15h:21min - Fonte: Assessoria de Imprensa e Comunicação da deputada estadual Sofia Cavedon (PT)

Na manhã desta segunda-feira (23), a deputada estadual Sofia Cavedon (PT), presidente da Comissão de Educação, Cultura, Desporto, Ciência e Tecnologia da Assembleia Legislativa, participou do programa Campo em Dia da ClicRádio. A parlamentar falou sobre a liberação de compra da agricultura familiar para a alimentação escolar. 

A deputada Sofia participou de reunião junto à Defensoria Pública do RS para solicitar que fossem realizadas a compra de produtos da agricultura familiar para a alimentação nas escolas da rede. Após a insistência em reunião foi liberada pela Secretaria Estadual de Educação (Seduc) essa compra. 

Conforme Sofia a imediata autorização para que as escolas possam executar os recursos financeiros destinados à aquisição de gêneros da Agricultura Familiar foi determinada no dia 6 de novembro pela Defensoria. "Os recursos já estavam depositados nas contas bancárias, assim como os do PNAE que continuaram a ser repassados para o Governo para serem utilizados na compra e distribuição de alimentos para as famílias dos estudantes, garantindo o direito à alimentação preconizado pelo Programa Nacional de Alimentação Escolar", esclareceu a parlamentar.

Em memorando que circulou na quinta-feira (19) a Seduc orientou as instituições a firmarem com urgência os contratos, que devem ser cumpridos até o dia 31 de dezembro deste ano. Para as escolas que estão com aulas presenciais os produtos devem ser utilizados na alimentação escolar e, em caso de excedente não consumido, devem ser distribuídos às famílias em situação de vulnerabilidade através de kit doação. Para as que não retornaram a orientação é organizar e distribuir os kits.

A emergência é para garantir a segurança alimentar e nutricional e o direito à alimentação, especialmente para as famílias em vulnerabilidade social que, com a pandemia da Covid-19 estão mais necessitadas ainda", destacou Sofia. Acompanhe a partir dos 30 minutos de transmissão:

 

deixe seu comentário