Últimas Notícias

"A figura principal nessa campanha é o eleitor", afirma coordenador da campanha de Ivo de Lima Ferreira

Carlos Alberto Batista, coordenador da campanha de Ivo de Lima Ferreira e Abner Dillmann, falou sobre as Eleições Municipais de 2020 e o Governo atual
18/09/2020 - 18h:06min - Fonte:

Na manhã desta sexta-feira, o último Bom Dia Camaquã desta semana recebeu Carlos Alberto Batista coordenador político da campanha da chapa composta pelo atual prefeito de Camaquã, Ivo de Lima Ferreira, e o ex-secretário da Agricultura e Abastecimento do município, Abner Dillmann. No estúdio da ClicRádio, o coordenador falou sobre as aspirações da chapa formada pelo Partido da Social Democracia Brasileira (PSDB), Movimento Democrático Brasileiro (MDB), Partido Liberal (PL) e Partido Social Democrático (PSD).

Em sua fala, Carlos destacou que a chapa entre Ivo de Lima Ferreira e Abner Dillmann foi construida após debates e trocas de ideias dentro do partido e que, com esta formulação, representa uma candidatura equilibrada e que representa o equilibrio entre experiência e juventude.

Em novembro de 2019, o prefeito Ivo de Lima Ferreira concedeu entrevista ao programa Bom Dia Camaquã, à época apresentado pelo jornalista Eduardo Costa, e afirmou que não tentaria a reeleição. Questionado pelo apresentador Elias Bielaski, o coordenador afirmou que a mudança de ideia do prefeito se deu em razão de pedidos de correligionários e pessoas próximas à Ivo de Lima Ferreira . Ainda de acordo com ele, partidos e lideranças ligados ao prefeito pediram que o mesmo tentasse a reeleição para que fossem concluídos os projetos iniciados, exemplificado pela Usina de Asfalto. "Foi nesse momento que ele sentiu a responsabilidade", destacou.

Na sequência, o coordenador destacou que o prefeito teve uma grande dificuldade nos dois primeiros anos de Governo, ocasionadas principalmente por pessoas adeptas de "velhas práticas" da política. "Essa velha política de crítica, de ir pra frente de buraco, de ponte quebrada", explicou. 

Carlos Alberto destacou que a coligação está fortalecida e os quatro partidos somados tem cerca de 60 candidatos. A intenção da coligação, segundo ele, é obter maioria na Câmara, além de eleger a chapa que concorre ao Poder Executivo. "Constituir uma maioria na Câmara, qualificada, vai nos ajudar a andar mais rápido, a fazer coisa boas por Camaquã", explicou. 

 

A entrevista completa

 

A disputa pela Prefeitura

Nesta quarta-feira, 16 de setembro, se encerrou o prazo para os partidos de todo o Brasil realizarem as convenções para definir as coligações e escolher os candidatos a prefeito e vereadores nas eleições municipais. O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) autorizou, este ano, que as convenções fossem realizadas de forma virtual, pelos partidos, por conta da pandemia do coronavírus, que já matou mais de 133 mil pessoas no Brasil.

Em Camaquã, as convenções definiram que o pleito ao Poder Executivo será disputado por quatro chapas distintas. Clique aqui e veja a lista detalhada.

É importante destacar que neste eleição, não ligação para vereadores, a chama ligação proporcional. Clique aqui e entenda a diferença para as eleições anteriores.

 

O voto consciente

Clic Camaquã iniciou uma nova campanha e, desta vez, o objetivo é o incentivo ao voto consciente. Para participar, os internautas do Clic devem enviar seu vídeo em qualquer ponto da cidade, falando sobre quais os seus desejos para o futuro da cidade.

A campanha é uma oportunidade de incentivar a mudança na cidade, no geral. Os internautas podem fazer reinvindicações sobre o que esperam que melhore no município ou que sejam implantados em Camaquã: mais educação e cidadania, mais segurança, saúde de qualidade, políticos comprometidos com a população, menos intolerância e preconceito, mais emprego e etc.

Os vídeos devem ser gravados na horizontal (com o celular 'de lado') e devem ter no máximo 59 segundos. Todos os vídeos que estiverem dentro das regras serão publicados nas redes sociais do Clic Camaquã.

Não serão publicados vídeos que façam menção direta ou indireta a outras pessoas, sejam essas pré-candidatas ou não. Também não serão publicados vídeos gravados por pré-candidatos ou candidatos à cargo público, já que esta opção é vedada pela Lei das Eleições - a Lei nº 9.504.

Também não serão publicados vídeos que contenham ofensas a qualquer pessoa ou figura pública. Está vedado o uso dos vídeos desta campanha para qualquer tipo de propaganda, seja ela política ou não.

Clique aqui e participe.

deixe seu comentário