Saúde e Bem Estar

COVID-19: Transmissão, vacina e outras notícias sobre a pandemia que você precisa saber

Dos 3.908.272 casos confirmados de Covid-19 no Brasil, 3.753.082 pacientes estão recuperados da doença; Confira outras informações sobre o novo coronavírus
18/09/2020 - 15h:41min - Fonte: Ministério da Saúde

O Brasil registrou 829 novos óbitos por Covid-19 nas últimas 24 horas, elevando o total de óbitos pela doença a 134.935, segundo dados divulgados nesta sexta-feira (18) pelo Ministério da Saúde.

Com 4.455.386 novos registros da doença, o número total de confirmações de Covid-19 no país chegou a 3.908.272. Desses, 3.753.082 pacientes estão recuperados da doença, segundo o governo federal.

O dado do ministério não significa que todas as mortes ocorreram nas últimas 24h. Os casos, no entanto, estavam em investigação e foram confirmados neste período.

Já no estado do Rio Grande do Sul, foram registradas 3.538 novos casos da Covid-19 nesta terça, com isso o total chegou a 167.781. Além disso, a SES confirmou mais 52 óbitos devido ao coronavírus. Desta forma, o Estado chegou a 4.268. Recuperados somam 153.678 (92% dos casos).

O mundo ultrapassou, nesta sexta, a marca de 30 milhões de casos confirmados do novo coronavírus, de acordo com informações da Universidade Johns Hopkins, instituição norte-americana que atualiza em tempo real os dados da doença.

No início desta manhã, o painel da universidade mostrava que já há 30.290.791 casos de infecções conhecidas em todo o planeta. De acordo com a Johns Hopkins, o mundo soma no momento 947.919 mortes causadas pela Covid-19.

Como acontece a transmissão de Covid?

Desde de dezembro de 2019, o mundo vivencia o grande “boom” de transmissão do novo coronavírus. A primeira vez que o Covi-19 foi identificado, foi na cidade de Wuhan na China. Em seguida o vírus se espalhou pelo mundo inteiro.

A transmissão acontece de pessoa para pessoa. Um pessoa doente passa para a outra por contato próximo ou através de:

  • Toque do aperto de mão contaminadas;

  • Gotículas de saliva;

  • Espirro;

  • Tosse;

  • Catarro;

  • Objetos ou superfícies contaminadas, como celulares, mesas, talheres, maçanetas, brinquedos, teclados de computador etc.

Depois que a transmissão acontece alguns sintomas podem ser observados, porém em alguns casos, as pessoas infectadas não apresentam nenhum sintoma. Sendo os sintomas mais comuns:

  • Tosse

  • Febre

  • Coriza

  • Dor de garganta

  • Dificuldade para respirar

  • Perda de olfato (anosmia)

  • Alteração do paladar (ageusia)

  • Distúrbios gastrintestinais (náuseas/vômitos/diarreia)

  • Cansaço (astenia)

  • Diminuição do apetite (hiporexia)

  • Dispnéia ( falta de ar)

A vacina contra o novo coronavírus testada em Brasília foi desenvolvida pelo composta por 25 pessoas. Entre essas pessoas, estão médicos, enfermeiros, técnicos de enfermagem, farmacêuticos e técnicos de laboratório.

A terceira etapa da pesquisa está avaliando a eficácia e a segurança da vacina em um número maior de pessoas. Nas fases 1 e 2 foi constatado que 90% dos participantes produziram anticorpos neutralizantes. 

Assim que forem comprovadas a eficácia e a segurança, a vacina deve seguir para registro na Anvisa. Então, a Sinovac e o Butantan firmarão um acordo de transferência de tecnologia para produção em escala e fornecimento gratuito no Brasil pelo Sistema Único de Saúde (SUS).

 

deixe seu comentário