Saúde e Bem Estar

Setembro Amarelo: a cada 40 segundos uma pessoa se suicida no mundo

A campanha visa a prevenção e combate ao suicídio; saiba como ajudar amigos e familiares; confira grupos que oferecem ajuda
18/09/2020 - 14h:29min - Fonte:

O mês de setembro foi escolhido para abrigar uma das campanhas mais importantes da atualidade, “Setembro Amarelo”. Durante este mês diversas ações são realizadas para promover um debate e conscientização sobre este tema tão delicado: suicídio. 

É bastante comum perceber as redes sociais repletas de mensagens de apoio, cheias de flores e cores amarelas. A internet tem desempenhado um papel de muita responsabilidade no incentivo aos debates sobre o tema. 

Porém existe um certo “esquecimento” no restante do ano, em relação ao tema. Outro ponto para ser questionado é que durante o setembro amarelo existe uma enxurrada de mensagens de apoio, mas será que as pessoas estão se disponibilizando e demonstrando empatia para amigos e familiares que estejam com a saúde emocional abalada?

A psicóloga Rafaela Severo ressaltou a importância de falar sobre o suicídio e saúde mental o ano todo, durante sua participação na ClicRádio. Rafaela comentou que tem percebido entre seus pacientes, que em alguns casos as pessoas têm conseguido se conectar com elas mesmas. Porém muitos chegam “no extremo das ansiedade e angustia”. 

A pessoa que conseguiu procurar ajuda especializada, de certa forma conseguiu identificar havia algo diferente em suas emoções, em seu humor ou hábitos. Mas existem aquelas pessoas que não percebem as mudanças, ou que percebem e por algum motivo não conseguem conversar com ninguém sobre o assunto. Estes são os casos mais preocupantes. 

É neste ponto que o papel da família e amigos se torna importantíssimo. “É preciso estar atento ao comportamento de crianças, jovens e adultos”, comentou a psicóloga. 

Ela comentou sobre como a pandemia afetou as pessoas neste momento, porém “mesmo com olhar leigo é preciso estar atento e diferenciar o que é deste momento e o que já vinha acontecendo antes”. A campanha do Setembro Amarelo tem o objetivo de prevenir e reduzir os números de suicídio no país.

A saúde mental deve ser levada a sério, afinal é tão importante quanto a saúde física. Além disso, problemas emocionais podem refletir como outras doenças pelo corpo. O grande desafio desta campanha é justamente “gritar” para que todos ouçam, que saúde mental não é bobeira, não é pra chamar atenção e muito menos falta de afazeres. 

De acordo com dados divulgados pela Organização Mundial da Saúde (OMS), em setembro de 2019, a cada 40 segundos uma pessoa se suicida no mundo. Mais de 800 mil pessoas acabam com a própria vida ao ano. No Brasil, foram registrados 13.467 casos de suicídio, dos quais 10.203 foram cometidos por homens.

Para saber mais informações sobre os dados divulgados pela OMS, basta clicar aqui. E se você está enfrentando um momento difícil, procure ajuda. Fale com alguém, converse com um profissional da área. Além disso existem alguns locais que oferecem apoio voluntário e gratuito. 

O Centro de Valorização da Vida (CVV) é um dos grupos que oferece ajuda para pessoas que querem e precisam conversar. Essa conversa é totalmente anônima e sigilosa. 

Você pode acessar o site clicando aqui, lá é possível ter atendimento através de um chat, e mail, telefonema ou ainda conversar pessoalmente com um voluntário do CVV. Não deixe de conversar com alguém sobre seus problemas e sentimentos, procure ajuda. 

 

deixe seu comentário