Obras e Infraestrutura

Saiba qual a situação e qual o projeto de asfaltamento das ruas de Camaquã

Secretário Especial de Governo, Rafael Moura, participou do Bom Dia Camaquã na ClicRádio e falou sobre o andamento dos trabalhos da Usina de Asfalto na cidade
08/09/2020 - 15h:32min - Fonte:

A melhoria das vias públicas é um dos maiores pedidos que se tem registros no Clic Camaquã. As condições das ruas da cidade são pautadas diariamente por internautas. Aos poucos os camaquenses recebem algumas melhorias, uma delas, é o tão sonhado asfalto na Bento Gonçalves, uma das principais ruas do município. 

E para falar um pouco mais sobre o asfaltamento na cidade, o secretário Especial de Governo, Rafael Moura, esteve presente na ClicRádio nesta terça-feira (08). Segundo levantamento feito pelo secretário, duas grandes licitações envolvem o trabalho, uma de compra de pedras e outra de cape. São 11 mil toneladas de pedras e 600 toneladas de asfalto, destes, 25% já foi utilizado.

Assim que as chuvas cessaram e o tempo estiver seco, começará uma nova etapa de asfaltamento. A idéia é fazer o entroncamento a avenida Sete de Setembro com a Bento Gonçalves. Por enquanto, não será iniciado o asfaltamento na Sete de Setembro em direção ao Centro. O secretário explicou que existe uma questão a ser solucionada em conjunto com a CORSAN. 

As próximas ruas que devem receber o asfalto na cidade, devem ser Olavo Moraes, Luiza Maraninchi e Presidente Vargas. Estas são vias centrais, que já fazem parte do modelo de projeto apresentado. Conforme o secretário informou, o programa não é rígido e pode sofrer algumas alterações. 

Rafael explicou que a obra que demandaria mais trabalhos era na Bento. Já na Olavo Moraes, o que demandaria um trabalho mais específico seria a parte de restauração onde já existe asfalto. Esse trabalho demanda a necessidade de uma nova máquina de corte, que foi adquirida pela Secretaria de Infraestrutura da cidade. 

O volume de asfalto que deve ser utilizado na Olavo vai ser muito menor que o utilizado na Bento, o que vai resultar em um tempo mais rápido de finalização da rádio. “O município está prestando um serviço que a população pedia”, comentou.

 

deixe seu comentário