Economia

Auxílio Emergencial: Confira calendário completo e quem recebe a 1ª, 2ª, 3ª, 4ª ou 5ª parcela a partir da segunda-feira

A partir da segunda-feira (17), novas parcelas dos R$600,00 vão ser creditadas na Poupança Social Digital; Confira calendário de crédito e saque
15/08/2020 - 10h:06min - Fonte:

A partir da segunda-feira (17), novas parcelas dos R$600,00 vão ser creditadas na Poupança Social Digital. Ficando disponível para pagamentos de contas de água, luz, entre outra outras. O saque só será liberado mais tarde, confira o calendário de saque abaixo. Os pagamentos das 5 parcelas do auxílio segue até dezembro. Confira quem recebe:

  • 17/08 - Nascidos em Setembro vão receber 1ª, 2ª, 3ª ou 4ª parcela;
  • 19/08 - Nascidos em Outubro vão receber 1ª, 2ª, 3ª ou 4ª parcela;
  • 21/08 - Nascidos em Novembro vão receber a 1ª, 2ª, 3ª ou 4ª parcela;
  • 26/08 - Nascidos em Dezembro vão receber 1ª, 2ª, 3ª ou 4ª parcela;
  • 28/08 - Nascidos em Janeiro vão receber a 2ª, 3ª, 4ª ou 5ª parcela;

Ainda durante este mês de agosto, alguns beneficiários vão ter o saque em dinheiro liberado. Além das agências da Caixa Econômica Federal, o saque em dinheiro pode ser feito pode ser feito nos caixas eletrônicos e lotéricas, utilizando o código que deve ser gerado no aplicativo Caixa Tem. Confira quem pode sacar:

  • 22/08 - Nascidos em Junho podem sacar a 1ª, 2ª, 3ª ou 4ª parcela;
  • 27/08 - Nascidos em Julho podem sacar a 1ª, 2ª, 3ª ou 4ª parcela.

Calendário completo do auxílio emergencial informa que beneficiários do Bolsa Família recebem 5º e última parcela de R$600

Como fazer o saque do benefício? 

Para sacar os R$600,00 em alguns dos locais citados acima, basta entrar no aplicativo Caixa Tem, fazer o login, selecionar a opção ‘saque sem cartão’ e gerar ‘código de saque’. Em seguida o beneficiário deve inserir a senha para poder ver o código na tela do celular, mas atenção, o código tem espira em uma hora.

Caixa Tem está apresentando problemas?

Após suspeita de fraudes no pagamento do Auxílio Emergencial, a Caixa Econômica Federal (CEF) começou bloquear centenas de milhares de contas contas poupança digital do banco, movimentadas pelo Caixa Tem e usadas para o crédito do benefício. Além do bloqueio, diversos usuários também relataram instabilidade ocorrida no acesso ao aplicativo na tarde desta segunda-feira (10).

O Ministério da Cidadania informou que 1.303.127 milhão de CPFs foram enviados à Caixa para para bloqueio e realização de uma verificação detalhada por suspeita de fraudes. 

Leia também: Confira o calendário de pagamentos dos lotes e parcelas do Auxílio Emergencial

Em resposta às fraudes identificadas, o banco dividiu as contas bloqueadas em dois grupos, que recebem mensagens diferentes pelo app de acordo com o problema identificado pelo banco. As fraudes propriamente ditas são 51% do total. As inconsistências cadastrais, 49%.

As orientações para desbloqueio das contas valem a partir desta quinta-feira (23).

  1. Bloqueio completo por suspeita de fraude (51%)
  2. Suspensão do Caixa Tem por documentação pendente (49%)

Bloqueio completo por suspeita de fraude

Os trabalhadores que tiveram as contas suspensas e receberam no aplicativo Caixa Tem a mensagem “É necessário regularizar o seu Acesso. Procure uma agência, de acordo com o seu calendário de recebimento”, devem procurar a agência para comprovar sua identidade, seguindo o calendário abaixo. São essas as pessoas cujas contas estão sob suspeita de fraude.

Calendários de pagamento - Por G1
Lote 1, Parcela 4 — Foto: Economia G1

Lote 1, Parcela 4 — Foto: Economia G1

Lote 2, Parcela 3 — Foto: Economia G1

Lote 2, Parcela 3 — Foto: Economia G1

Lotes 3 e 4, Parcela 2 — Foto: Economia G1

Lotes 3 e 4, Parcela 2 — Foto: Economia G1

Lote 5, Parcela 1 — Foto: Economia G1

Lote 5, Parcela 1 — Foto: Economia G1

Auxílio Emergencial, Lote 6 Parcela 1 — Foto: Economia G1

Auxílio Emergencial, Lote 6 Parcela 1 — Foto: Economia G1

Auxílio Emergencial, Lote 1 (retomada), Parcelas 3 e 4 — Foto: Economia G1

Auxílio Emergencial, Lote 1 (retomada), Parcelas 3 e 4 — Foto: Economia G1

 

Ainda posso pedir o auxílio?

Para a redação do Clic Camaquã, diversos internautas trazem suas dúvidas diariamente e uma das principais é: ainda posso solicitar o Auxílio?

O prazo para solicitar o Auxílio se encerrou no dia 2 de julho, segundo a Caixa. Inicialmente proposto para vigorar por três meses, com o pagamento de três parcelas de R$ 600, o benefício foi prorrogado por mais dois meses, com o pagamento de mais duas parcelas. Pelas regras, até duas pessoas da mesma família podem receber o auxílio. Para as famílias em que a mulher seja a única responsável pelas despesas da casa, o valor pago mensalmente é de R$ 1.200.

Quem se inscreveu para receber o auxílio emergencial, mas teve o benefício negado, agora conta com mais um canal para contestação do resultado. Já é possível pedir a reconsideração também por meio do site da Dataprev. Até então, essa reclamação era feita apenas pelos canais da Caixa Econômica Federal (site e aplicativo Caixa /Auxílio Emergencial).

De acordo com o Ministério da Cidadania, o canal da Dataprev é voltado, principalmente, para os casos em que o indeferimento se dá por alteração da situação da pessoa com a atualização da base de dados cadastrais. Saiba como constestar:

 

Principais dúvidas

Clique aqui e confira a situação de cadastro no programa do Auxílio Emergencial.

Clique aqui para conferir o calendário de pagamento completo já divulgado pela Caixa.

Clique aqui para conferir o calendário de saque emergencial do FGTS.

Clique aqui e saiba como renegociar dívidas com o fisco para tirar seu nome do Serasa.

Clique aqui e saiba como funciona o Pronampe.

Clique aqui para solucionar os seus problemas com o Caixa Tem (vídeos abaixo).

deixe seu comentário