Política

Prefeito Ivo rebate slogan de concorrentes: “Sou camaquense há 20 anos”

Em entrevista na ClicRádio, prefeito falou sobre slogan de concorrentes que dizem que vão devolver Camaquã para os camaquenses
05/07/2020 - 14h:31min - Fonte:

As eleições municipais vem se tornando um dos assuntos mais especulados. A cada dia que passa aumenta a curiosidade dos eleitores camaquenses em conhecer os pré-candidatos à Prefeitura da cidade. 

Até o momento o atual prefeito, Ivo de Lima Ferreira, não tem demonstrado intenção de concorrer a eleição 2020. Por enquanto existe apenas o acordo entre os partidos Partido da Social Democracia Brasileira (PSDB), Movimento Democrático Brasileiro (PMDB), Partido Liberal (PL) e Partido Social Democrático (PSD), sem pré-candidatos definidos. “Não temos candidato a vice nem prefeito”, relatou Ivo durante sua participação na ClicRádio.    

A escolha dos candidatos vai se dar a partir de uma pesquisa entre os eleitores de Camaquã. “Queremos ouvir a população. O que eles escolherem vai ser feito”, explicou. “Queremos continuar o trabalho que estamos fazendo”, complementou.

Quando questionado sobre o lema dos Progressistas (PP), “Devolva Camaquã para os camaquenses”, o prefeito comentou que o PP ficou por mais tempo no governo. De acordo com o prefeito, o partido entregou o governo para ele em uma situação financeira crítica e com a saúde básica com 12% de índice. 

Ele lembrou ainda, que a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) foi devolvida e criticou, “Se pensavam em saúde pública, porque devolveram a UPA que hoje é tão útil pra nossa comunidade?”. “São quase 200 pessoas atendidas lá. Eles devolveram porque tinham um índice de 12% na saúde básica e para abrir era necessário ter 50%”, complementou. “Nós vamos chegar ao final do nosso governo com 80% de índice”, relatou.

“Esse slogan não ilude ninguém”, afirmou. Infraestrutura foi outro aspecto do governo anterior apontado pelo prefeito por suas precariedades. “Que história é essa de entregar Camaquã para os camaquenses?”, questionou. De acordo com ele as eleições dependem da vontade da população e não importa ser ou não natural da cidade. Ivo comentou que é residente da cidade há 20 anos e toda a sua família mora no município. 

“A continuação do nosso partido no governo depende da população”, falou. “Não existem divisas, a democracia não diz isso”, afirmou. “Essa história que os Progressistas estão pregando é a pior que eu já vi”, comentou. Ivo relatou que existem provas concretas do crescimento do município durante sua gestão, que podem ser conferidas por qualquer um.

“Não fazemos 'blá, blá, blá', temos uma visão empreendedora em Camaquã”, afirmou. “Será que os que estão dizendo que querem entregar Camaquã para os camaquenses são os candidatos que não tiveram condições de administrar uma lojinha de fundo de quintal?”, questionou. “Quando se vê um slogan desses a gente fica até triste. O que seria do município nas mãos de uma pessoa dessas?”, expressou e pediu perdão pelo desabafo.

 

deixe seu comentário