Últimas Notícias

"Estaria o nosso prefeito interessado no aumento do número de casos de Covid em Camaquã?", questiona presidente do PSL

Vitor Hugo Lindenau falou sobre a sua posição em relação a pandemia do Covid-19 e sobre assuntos relacionados a campanha política deste ano
28/06/2020 - 19h:16min - Fonte:

O presidente do Partido Social Liberal (PSL), Vitor Hugo Lindenau, ainda não trouxe informações de quais os nomes que vão concorrer nas próximas eleições, pelo partido, em Camaquã. Mas salientou, que em breve irá divulgar. Em sua participação no Controle Geral, o presidente do PSL explanou também sobre a sua posição em relação a pandemia do Covid-19. Vitor Hugo Lindenau, informou que acredita que sim, será pré-candidato a vereador pelo PSL e afirmou que o partido está alinhando com a Direita e não sairá dessa linha. “Já existe uma chapa completa e em breve vamos anunciar", disse

Em relação a campanha dos candidatos, Vitor explicou que, a força dos projetos vai se estabelecer através da internet, do conteúdo divulgado pelas mídias sociais e pelos grupos de WhatsApp. “Essa eleição presidencial foi um marco, pois ela tira a força da grande mídia e antigamente o poder estava estritamente ligado na televisão”, disse.

 

Salientando sobre atual situação na cidade, com o número de óbitos em Camaquã, que já contabiliza o total de quatro e dos casos positivos de Coronavírus, Vitor ressaltou que “estamos vivendo o dilema de preservar vidas ou os negócios e o comércio está sendo muito penalizado”, disse.

Sobre os óbitos contabilizados como Covid-19, o presidente afirmou que Camaquã sendo uma cidade pequena, todos sabem do histórico das pessoas e que tem uma diferença de falecer com Covid ou de Covid. “A maneira em que está sendo feita é fraudulenta... Eu posso dizer que os quatro óbitos, são casos que têm que ser avaliados” contou.

Vitor informou ainda para que a população tenha uma melhor percepção sobre tudo que está sendo divulgado. Segundo ele, muitos políticos estão fazendo campanha partidária falando que vão “dar o dinheiro”, sendo que não é tão simples e nem tão barato quanto parece ser. “Camaquã precisa auditar esses dados que são contabilizados como óbitos. Eu me arriscaria em dizer que esses quatro óbitos não são de Covid, como morte principal... mostrem quem são essas pessoas”, explanou.

De acordo com o presidente, a estratégia que está sendo utilizada não é adequada. “Não estou desconhecendo a doença, ela existe. Nós precisamos salvar vidas e manter a economia”. Além disso, finalizou com o questionamento: "Estaria o nosso prefeito interessado no aumento do número de casos de Covid em Camaquã?", quetiona presidente do PSL. 

 

Assista a entrevista completa, a partir de 45min, clicando aqui

                                                                                                                                                     

 

deixe seu comentário