Campo em Dia

Microrregião de Camaquã comercializa 50% da safra de tabaco prevista para 2020

Em torno de 5 mil produtores rurais ainda não venderam seu produto; Com 9.700 fumicultores, safra deve ser totalmente comercializada até julho
27/05/2020 - 10h:47min - Fonte:

Conforme informações de Gilson Peglow, da Afubra, a comercialização do Tabaco é definida por microrregiões. As microrregiões mais próximas, são as de Camaquã, São Lourenço do Sul e Canguçu. 

Os municípios de Chuvisca, Dom Feliciano, Amaral Ferrador, Cerro Grande do Sul, Sertão Santana, Cristal, Barão do Triunfo, Encruzilhada do Sul, sentinela do Sul, São Jerônimo e Mariana Pimentel, compõe a Microrregião de Camaquã. Totalizando 11 cidades, com 9.700 fumicultores. 

Já foram comercializados na microrregião de Camaquã 50% da safra, com a qualidade Virginia. Em torno de 5 mil produtores rurais ainda não comercializaram seu tabaco. Gilson acredita que o restante da safra deve ser comercializado nos próximos dois meses. 

A editoria Campo em Dia tem o apoio da empresa CES – Equipamentos Agrícolas e Energia Solar, revenda autorizada WEG

A microrregião de São Lourenço do Sul engloba os seguintes municípios: Arroio do Padre, Rio Grande, Pelotas e Turuçu. Totalizando cinco cidades, a microrregião possui 6.100 produtores de tabaco. Nesta microrregião já foram comercializados 30% da safra. O restante da safra deve ser comercializado até o mês de agosto. 

A microrregião de Canguçu, têm 5.300 produtores de fumo e já comercializaram 30% da safra. Tudo indica que o restante do produto seja comercializado até o mês de agosto. Morro Redondo e Piratini são as cidades que compõem a microrregião. 

A previsão meteorológica de seca para a região segue informando um ano com pouca quantidade de chuva. A partir destas informações, já se tem uma ideia de que os meses de novembro e dezembro vão apresentar o menor índice de acumulados do ano, podendo ser um novo período de seca na região. 

Na tentativa de minimizar os impactos deste período de pouca chuva, os produtores estão se planejando para iniciar as plantações mais cedo. Na região de Camaquã está prevista para começar em julho e agosto e em São Lourenço em setembro.

 Confira informações detalhadas por Eduardo Costa, a partir dos 22 minutos:

deixe seu comentário