Saúde e Bem Estar

Hotel de Camaquã é interditado com mais de 50 trabalhadores de outro Estado

Como medidas de prevenção e cuidados com a comunidade camaquense, devido ao Covid-19, o hotel está interditado; o grupo de funcionários irá trabalhar em nova rede elétrica da Zona Sul do RS
15/05/2020 - 08h:34min - Fonte:

A noite desta quinta-feira (14), foi movimentada na cidade de Camaquã. Conforme informações apuradas pela equipe de reportagem do Clic Camaquã, um grupo de trabalhares do Estado do Piauí, de aproximadamente 52 pessoas, se deslocou para Camaquã.

Na manhã desta sexta-feira (15), o diretor da Vigilância Sanitária, Luciano Pereira Dias, participou do Bom Dia Camaquã, apresentado pelo repórter Elias Bialaski. Na oportunidade, ele explicou o que aconteceu e quais as medidas foram tomadas, com esse grupo de funcionários.

As pessoas entraram na cidade e foram direto para um hotel, localizado na avenida Cônego Luís Valter Hanquet, na entrada de Camaquã. Por volta das 21 horas, Luciano Pereira Dias e a equipe Prefeitura tomaram ciência da situação e realizaram uma ação conjunta com a Brigada Militar e, se deslocaram até o local. 

O diretor salientou, que o grupo de funcionários irá trabalhar em nova rede elétrica da Zona Sul do RS e pararam em Camaquã. Decorrente às medidas de cuidados ao Coronavírus, as autoridades estipularam que essas pessoas fiquem em quarentena de 14 dias, sem poder sair do local, já que vieram de outro Estado. 

De acordo com o Luciano, o grupo de trabalhares chegou ontem mesmo na cidade. Como medidas de prevenção e cuidados com a comunidade camaquense, o hotel está interditado, já que ao todo são 52 pessoas de outro Estado, em Camaquã. "Nós não podemos trancar a entrada do município", afirmou Luciano. 

Ele destacou ainda, que um outro coletivo estava se deslocando pela BR para Camaquã, mas as autoridades conseguiram encontrar o veículo e negaram a chegada desse outro grupo de funcionários, na cidade. Os profissionais que atuam no Hotel já foram orientados pela equipe de saúde e estão tomando os devidos cuidados necessários. 

O local está sendo supervisionado por um carro da Brigada Militar e um da Fiscalização Municipal. O diretor da vigilância salientou que não há informações para onde o outro ônibus se deslocou. 

Assista a entrevista completa (a partir de 20min):

 

deixe seu comentário