Economia

Comércio de Camaquã segue fechado até 15 de abril

Decreto anunciado por Eduardo Leite sobrepõe o Decreto Municipal anunciado pelo prefeito Ivo de Lima Ferreira e mantém restrições que iriam até domingo (5) em Camaquã
01/04/2020 - 08h:29min - Fonte:

Durante a noite desta terça-feira (31), o governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite, realizou uma transmissão ao vivo extraordinária pela página do Governo do Estado no Facebook. A transmissão teve como objetivo informar medidas de última hora tomadas pelo Poder Executivo Estadual em relação ao combate ao Coronavírus.

O destaque foi o comunicado sobre nova restrição à abertura do comércio no território Gaúcho. Fora os serviços vitais, os demais estabelecimentos deverão permanecer fechados até o dia 15 de abril. O decreto, que ainda está sendo elaborado pela Procuradoria do Governo, será publicado no Diário Oficial do Estado nesta quarta-feira (1º) e tem como exceções principais as farmácias e supermercados.

O decreto Estadual sobrepõe o decreto anunciado pelo prefeito Ivo de Lima Ferreira e que estenderia o fechamento do comércio camaquense até o próximo domingo (5).

Serviços essenciais, que garantem alimentação, telecomunicações, saneamento básico e cuidados médicos, além da atuação de outros profissionais que são considerados imprescindíveis, estão mantidos, conforme já estabelecido nos decretos já publicados nas últimas semanas. "Nós chegamos a uma etapa em que entendemos, pelos dados, pelas evidências, que se torna importante uma uniformidade de procedimento no Estado do Rio Grande do Sul", justificou o governador. 

Assista a transmissão completa:

 

"É justamente agora que devemos ser mais rigorosos e não afrouxar restrições. Concluímos, com base em dados da evolução do vírus e estudos técnicos, que esta é a hora de estabelecermos a uniformidade nas restrições ao contato no Rio Grande do Sul. Estamos vendo mais pessoas e mais municípios nos quais o contágio se confirma e precisamos manter esses cuidados para termos mais tempo para fortalecer a nossa rede de atenção hospitalar", explicou Leite.

O governador voltou a explicar que, nas próximas semanas, o Estado deve receber kits de testagem, testes rápidos, respiradores para UTI e outros equipamentos que auxiliarão no tratamento das pessoas que tenham a Covid-19.

"Neste momento em que estamos observando a evolução dos dados, adquirindo equipamentos, melhorando a gestão dos dados sobre as internações, é fundamental que a população siga reduzindo o contato e a circulação ao mínimo possível", demandou Leite.

 

Aumento de casos

Durante a transmissão, o governador afirmou que 51 municípios do Estado já possuem casos confirmados de Covid-19 e, com o aumento no número de casos, o Governo optou pelo fechamento do comércio em todo o território do Rio Grande do Sul. Na transmissão, Leite demostrou preocupação com os últimos número registrados pela Secretaria Estadual da Saúde e afirmou que todas as medidas são baseadas nos dados e evidências científicas.

 

Rede estadual de ensino

Mais cedo, o governador já havia anunciado a suspensão das aulas da rede estadual até o dia 30 de abril.  prazo foi estendido para auxiliar no combate à expansão do coronavírus no estado. "Jovens e crianças, embora não sejam os que se verifica maior letalidade, são agentes transmissores. Ao longo do mês de abril, mesmo que possamos estudar novas medidas lá adiante, não podemos regredir nas medidas de restrição de contato", disse Leite.

deixe seu comentário