Variedades

Casa Hartmeister conta a história da imigração pomerana e do primeiro Seminário do Brasil

A Casa Hartmeister está aberta a visitação sob agendamento. A entrada é de R$5,00 (cinco reais) para crianças e R$10,00 (dez reais) para adultos; SAIBA MAIS
24/06/2019 - 15h:22min - Fonte: Assessoria de Imprensa
Anterior Próximo

A Casa Hartmeister, localizada em Bom Jesus, abriga acervo memorial do Seminário Concórdia e o Museu da Imigração Pomerana. A Casa, que pertenceu ao reverendo americano John Hartmeister, do Sínodo do Missouri. Nos dias de hoje pertence à Comunidade Evangélica Luterana São João. Porém, no início do século passado, a mesma casa foi lar do Seminário Concórdia.  As aulas no Seminário tiveram seu início no dia 27 de outubro de 1903, lembrado hoje como "Dia do Seminário". Tudo que havia era a igreja local, a casa pastoral e um rústico galpão. Nos dias de hoje, apenas o galpão, que servia de dormitório, não está de pé. O Seminário Concórdia chegou a ter cinco alunos de diversos locais do estado. Infelizmente, o Seminário teve vida curta, após menos de dois anos, o reverendo John Hartmeister retornou aos Estados Unidos.
Além da história do Seminário Concórdia, a Casa Hartmeister também conta a história da imigração e da formação da Picada Pomerana. O acervo contém diversos itens de uso pessoal culinário, vestimentas, móveis, livros, instrumentos médicos, entre outros.
A Casa Hartmeister está aberta a visitação sob agendamento. A entrada é de R$5,00 (cinco reais) para crianças e R$10,00 (dez reais) para adultos. A visita é guiada por moradores locais.

Na última semana, o prefeito Rudinei Härter e coordenadora de Cultura, Miriam Freitas, juntamente à equipe da Coordenadoria de Cultura estiveram visitando a Casa Hartmeister. 

deixe seu comentário