Últimas Notícias

Mais de três mil pessoas estão fora de casa em função das chuvas no RS

Dos 11 municípios afetados, Alegrete é o que tem a pior situação
12/01/2019 - 19h:39min - Fonte: Correio do Povo

O número de pessoas fora de casa em função das chuvas que atingiram o Rio Grande do Sul nos últimos dias, especialmente a Fronteira Oeste, passou de três mil. De acordo com o último boletim da Defesa Civil, emitido na manhã deste sábado, 2297 pessoas estão desalojadas e outras 879 estão desabrigadas.

Conforme a Defesa Civil, 11 municípios registram danos em função das chuvas: Alegrete, Bagé, Dom Pedrito, Jaguari, Pedro Osório, Quaraí, Rosário do Sul, São Borja, São Gabriel, São Francisco de Assis e Uruguaiana. Destes, nove já decretaram situação de emergência, sendo de São Gabriel o pedido mais recente. A cidade está sem abastecimento de água potável.

 

A pior situação, contudo, segue sendo de Alegrete, que contou com a elevação do rio Ibirapuitã na noite dessa sexta-feira. O manancial chegou a atingir 13,7 metros, por volta das 23h. Segundo a Defesa Civil, o município também está sem abastecimento de água potável.

 

Na manhã deste sábado, voltou a chover forte no Oeste do Estado. De acordo com informações da MetSul Meteorologia, o acumulado em Uruguaiana chegou a 51mm pouco depois das 12h30min. No município, o rio Uruguai, medindo 7,60m, atingiu neste sábado as primeiras casas. As famílias foram removidas para a Casa de Passagem da Secretaria de Desenvolvimento Social. A Defesa Civil, por meio do coordenador Paulo Woutheres, está monitorando a situação e informou que o manancial sobe em toda linha. A tendência é de mais chuva para a região ao longo do dia.

 

 

Desalojado x Desabrigado

 

A Defesa Civil é quem traz a definição dos termos. O desalojado foi obrigado a abandonar temporária ou definitivamente sua habitação, em função de evacuações preventivas, destruição ou avaria grave, decorrentes do desastre, e que, não necessariamente está num abrigo público. Pode estar na casa de parentes ou amigos. Já o desabrigado perdeu a sua unidade de habitação por dano ou ameaça de dano e está num abrigo público provido pelo governo.

deixe seu comentário