Região

Escolas e setores públicos aderem à paralisação desta sexta em Tapes

Publicado: 11/11/2016 às 00:00 | Alterado: 22/04/2021 às 11:04 | Fonte: Bira Costa/Online Comunicações
Foto: Bira Costa/Online Comunicações
Foto: Bira Costa/Online Comunicações
Nesta sexta-feira (11), diversos órgãos públicos do Estado estão paralisados, em parte ou em sua totalidade, aderindo contra a implementação da PEC 241, bem como, ao parcelamento dos salários dos servidores estaduais.
 
Em Tapes, segundo apurado pela reportagem do Portal Online, o quadro é o seguinte:
 
CIEP – permanecerá aberta, todavia, professores e servidores (não divulgado o número), aderiram ao movimento. A escola tem cerca de 200 alunos;
 
Escola Patrício – em torno de 80 professores estão paralisados, mais funcionários. Segundo a direção a escola aderiu em 50%, e, vem fazendo períodos reduzidos até que o Governo do Estado regularize os salários. A Escola Patrício tem cerca de 1.400 alunos;
 
Escola Vicentina – funciona normalmente;
 
Escola Rebello – encontra-se com oito professores e 4 funcionários paralisados. Funciona parcialmente. A escola tem 289 alunos;
 
Nossa Senhora do Carmo – funciona com 50% das turmas;
 
Uergs – paralisa todas as aulas e não funcionará hoje.
 
Outros órgãos públicos como da segurança pública, BM e Polícia Civil, funcionam em regime de atenção e de emergência. Na Civil, são aceitos apenas registros de flagrantes e de maior perigo.
 
Demais setores seguem normalmente.

deixe seu comentário