Mundo

Itália restringe entrada de brasileiros no país

País europeu proibiu entrada de voos provenientes do Brasil
Publicado: 16/01/2021 às 00:00 | Alterado: 22/04/2021 às 11:06 | Fonte: AFP e R7
Imagem Ilustrativa. Foto: Divulgação
Imagem Ilustrativa. Foto: Divulgação

Neste sábado, 16 de janeiro, a Itália anunciou a proibição de voos provenientes do Brasil e a entrada de viajantes que passaram por território brasileiro 14 dias antes de chegar ao país. O motivo da medida foi a descoberta de uma nova variante do coronavírus. A informação foi publicada nas redes sociais pelo ministro da Saúde, italiano Roberto Speranza.

"Quem já está na Itália, vindo desse território, é obrigado a fazer a coleta contactando os serviços de prevenção", afirma o ministro. "É essencial que nossos cientistas possam estudar a nova variante em profundidade. Enquanto isso, escolhemos o caminho da maior cautela." A medida vale até o dia 31 de janeiro, segundo informa a agência Ansa.

Clique aqui e receba as notícias de Camaquã e região no seu celular.

"Assinei uma ordem que bloqueia os voos do Brasil e proíbe a entrada na Itália das pessoas que estiveram lá nos últimos 14 dias", tuitou o ministro da Saúde italiano, Roberto Speranza. "Qualquer pessoa que já esteja na Itália e que venha desse país deve fazer um teste (de detecção de Covid-19) e entrar em contato com as autoridades de saúde", destacou o ministro.

A Itália, o primeiro país europeu duramente afetado no início da pandemia, registrou mais de 2,3 milhões de casos de pessoas infectadas até o momento, das quais mais de 81.000 morreram.

A nova variante do vírus denominado é motivo de preocupação na comunidade científica e já provocou o fechamento de fronteiras do Reino Unido aos viajantes provenientes do Brasil e outros países da América do Sul. A lista inclui Argentina, Bolívia, Chile, Colômbia, Equador, Guiana Francesa, Guiana, Panamá, Paraguai, Peru, Surinami, Uruguai e Venezuela, além de Portugal e Cabo Verde. 

Baixe o aplicativo da ClicRádio e concorra a prêmios toda sexta.

No dia 24 de dezembro, Londres já impôs uma proibição às chegadas da África do Sul, após a detecção de outra variante do vírus SARS-CoV-2 naquele país.

deixe seu comentário