Mundo Animal

Frente parlamentar discute a utilização de tração animal no RS

Frente deverá percorrer municípios de diversas regiões do Rio Grande do Sul para fazer um diagnóstico do uso de tração animal
Por: Elias Bielaski | Publicado: 29/09/2021 às 15:20 | Alterado: 06/10/2021 às 18:55 | Fonte: Agência de Notícias da Assembleia Legislativa
Imagem Ilustrativa. Foto: Divulgação
Imagem Ilustrativa. Foto: Divulgação

A Assembleia Legislativa instalou, no início da tarde desta quarta-feira (29), a Frente parlamentar para discutir a utilização de tração animal no RS. A iniciativa é do deputado Rodrigo Maroni (PV), que irá presidir o órgão.

Clique aqui e vote no Prêmio Prime 2022 <

No próximo período, a frente deverá percorrer municípios de diversas regiões do Rio Grande do Sul para fazer um diagnóstico do uso de tração animal com o propósito de embasar a elaboração de um projeto de lei sobre o tema.

O estudo, segundo Manori, será encaminhado também ao governador Eduardo Leite e ao Ministério Público.

“Sabemos que as carroças são necessárias. Mas, em muitos casos, os animais são tratados como escravos e se encontram desnutridos e vulnerabilizados”, apontou o parlamentar.

Ele ressaltou que, embora muitos municípios da Região Metropolitana já tenham proíbido a circulação de carroças com tração animal e promovido a substituição por carros de ferros para garantir a atividades como as dos papeleiros, a fiscalização é falha.

Concorra a um rancho do Macro Atacado Krolow <

“Não adianta só proibir. É preciso garantir a fiscalização efetiva, pois muitos animais só saem das carroças na morte.”

Marroni ponderou ainda que é difícil, mas não impossível, para o Parlamento fazer o debate sobre o tema, que envolve a situação social das periferias e a própria atividade agrícola.

“Queremos fazer um debate democrático, ouvindo todas as posições para criar um consenso. Quem sabe assim o Rio Grande do Sul será o primeiro a ter uma lei estadual que pelo menos tire das ruas os animais em situação de vulnerabilidade”, exortou.

O evento ocorreu no Salão Júlio de Castilhos e contou com a participação de diversos ativistas da causa animal.

Receba as notícias do Clic pelo WhatsApp <

deixe seu comentário