Esporte

Atleta veterano fala sobre trajetória e legado nas corridas de rua

Antônio Carlos Borges falou sobre sua vida de corredor e a 'herança' deixada para o filho, que também é corredor profissional
Por: Elias Bielaski | Publicado: 14/05/2021 às 17:03 | Alterado: 21/05/2021 às 21:54
Foto: Arquivo Pessoal / Divulgação
Foto: Arquivo Pessoal / Divulgação

O programa A Hora e a Vez do Esporte desta sexta-feira, 14 de maio, abriu espaço para falar do mundo do atletismo e das corridas de rua. O programa recebeu o veterano Antônio Carlos Borges, um dos principais nomes das corridas de rua na região.

Receba as notícias do Clic no WhatsApp.

Natural de Vacaria, se mudou ainda criança para São Leopoldo. Lá, começou a jogar futebol e chegou a passar em um teste no Novo Hamburgo. Jogou o Gauchão na categoria juvenil e depois ainda jogou no Aimoré.

Depois de ir para o futebol amador, Antônio começou a se interessar pela corrida. Assistindo a São Silvestre, ele se encantou pelo esporte e passou a praticar a corrida através do "cooper". 

Durante a entrevista, ele falou sobre sua trajetória no universo das corridas e sobre o legado deixado para seu filho Renan Barckfeld Corrêa, também atleta e corredor profissional.

Saiba como sugerir uma reportagem para o Clic.

Assista a entrevista completa, disponível no Facebook e YouTube do Clic Camaquã:

Um dos grandes benefícios da corrida de rua é que ela melhora a saúde das articulações. Segundo estudo publicado no Journal of Strength and Conditioning Research, correr ou praticar qualquer outra atividade de impacto traz benefícios. É porque a corrida pressiona a cartilagem dos joelhos, tornozelos e quadris; o ciclo de compressão e expansão que ocorre durante cada etapa é o que ajuda a fortalecer a cartilagem e os ligamentos ao longo tempo.

Inscreva-se no canal do Clic no YouTube.

Além deste estudo, a Revista Britânica de Medicina do Esporte, que é uma referência no assunto, analisou 10 artigos e em 8 deles ficou provado que a corrida não provoca artrose. Em duas publicações soube que a corrida de baixa intensidade protege as articulações.

No entanto, em apenas um artigo considerou a corrida como algo ruim para as articulações, mas para corredores de elite, que rodam 200 km por semana. Clique aqui e saiba mais sobre os benefícios da corrida.

deixe seu comentário