Eleições 2020

Saiba quais partidos perderam e quais ganharam maior número de Prefeituras na Eleição 2020

DEM, PP, PSD e Podemos são os partidos com o maior crescimento, enquanto PSDB, MDB e PSB tiveram a maior redução de prefeitos eleitos
Por: Elias Bielaski | Publicado: 17/11/2020 às 00:00 | Alterado: 22/04/2021 às 11:06 | Fonte: Com informações de G1
Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

As Eleições Municipais de 2020 foram marcadas por grande variações no número de Prefeituras 'em mãos' dos principais partidos políticos do Brasil. O levantamento realizado pelo portal G1 aponta que DEM, PP, PSD e Podemos são os partidos com o maior crescimento, enquanto PSDB, MDB e PSB foram os partidos que mais 'perderam' Prefeituras.

A comparação leva em conta o 1º turno de 2016 e o primeiro turno de 2020.

Veja o saldo nacional de prefeituras, por partido, em todos os municípios em que o resultado já foi definido no primeiro turno (levantamente exclui Prefeituras em que o resultado está sob julgamento judicial):

Nº de prefeitos eleitos no 1º turno por partido no Brasil — Foto: Datawrapper / Gabriela Caesar

Nº de prefeitos eleitos no 1º turno por partido no Brasil — Foto: Datawrapper / Gabriela Caesar

2016 x 2020: nº de prefeituras por partido no 1º turno — Foto: Datawrapper / Gabriela Caesar

2016 x 2020: nº de prefeituras por partido no 1º turno — Foto: Datawrapper / Gabriela Caesar

Nº de prefeitos sub judice no 1º turno no Brasil — Foto: Datawrapper / Gabriela Caesar

Nº de prefeitos sub judice no 1º turno no Brasil — Foto: Datawrapper / Gabriela Caesar

 

Diagnóstico - Por G1

O PSDB foi de 785 para 512 prefeitos eleitos – ou seja, 273 a menos. O MDB perdeu 261 prefeituras (caiu de 1.035 para 774). Já DEM e PP ganharam mais prefeituras, segundo a análise. Apesar da queda, o MDB continua com o maior número de prefeituras.

Para o DEM, o salto foi de 266 para 459 (193 a mais). Além disso, três dos sete prefeitos de capitais que já conseguiram a vitória nas urnas são do DEM. O PP pulou de 495 para 682 (187 a mais).

Em termos percentuais, as maiores altas foram de Avante (+567%), Patriota (+269%) e Podemos (+231%). Já as maiores quedas são de PTC (-94%), DC (-88%) e PMB (-67%). O levantamento não considera os candidatos a prefeito "sub judice", que aguardam julgamento da Justiça Eleitoral.

Após a queda no número de prefeituras de 2012 para 2016 (ano em que também ocorreu o impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff), o PT registrou mais uma queda. O número de prefeituras conquistadas no primeiro turno foi 179 (75 a menos que em 2016). Apesar disso, o partido é o mais frequente em disputas no segundo turno.

Nas eleições de 2016, o PSDB tinha sido o maior vitorioso, quando aumentou o número de prefeitos eleitos de 686 para 785. O PSL, sigla que abrigou o presidente Jair Bolsonaro nas eleições de 2018, elegeu 90 prefeitos no primeiro turno destas eleições – em 2016, foram 30.

deixe seu comentário