Eleições 2020

Paula Mascarenhas é reeleita prefeita de Pelotas com 67,50% dos votos

Ivan Duarte, do PT, fez 32,50% dos votos
Publicado: 29/11/2020 às 00:00 | Alterado: 22/04/2021 às 11:06 | Fonte: Correio do Povo
Foto: Angelica Silveira / Especial / CP
Foto: Angelica Silveira / Especial / CP

Paula Schild Mascarenhas foi reeleita neste domingo como prefeita de Pelotas com 67,50% dos votos válidos com 85,67% das seções apuradas. Ela e o vice Roger Ney derrotaram o candidato Ivan Duarte (PT), que teve 32,50% dos votos. 

Paula Schild Mascarenhas, 50 anos, nasceu em Pelotas e foi eleita em 2016 como prefeita do município. Se formou em letras em 1990 pela UFPel e fez mestrado e doutorado pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Além de professora, Paula trabalhou com Bernardo de Souza na Assembleia Legislativa e na prefeitura da cidade da região Sul do Estado.

Em 2012, foi eleita vice-prefeita pelo PPS na chapa do atual governador Eduardo Leite. Quatro anos depois, foi eleita prefeita com 59,86% dos votos, tornando-se a primeira mulher a ser eleita para comandar o executivo e a primeira pessoa a vencer no primeiro turno a eleição municipal.

No primeiro turno, de acordo com o TSE, Paula Mascarenhas (PSDB) obteve 78.599 (49,74%) dos votos válidos e Ivan Duarte (PT) recebeu os votos de 22.899 Eleitores (14,49%). Na oportunidade, compareceram às urnas 176.916 eleitores (73,42%) e ainda foram registradas 64.032 (26,58%) abstenções. Os votos válidos na oportunidade somaram 158.015 (89,32%), com 9.396 (5,31%) nulos e 9.505 (5,37%) em branco.

Plano de governo

No seu plano de governo para o próximo mandato, Paula trabalhará para tornar Pelotas uma cidade mais acolhedora e com mais oportunidades. O foco do primeiro ano será consolidar a recuperação econômica pós pandemia. Por meio do programa Retomada Pelotas, atuará no apoio de empreendedores e do fomento à economia local, incentivos para atração de novos investimentos, políticas para o primeiro emprego e implementações de parcerias com a iniciativa privada. Outra prioridade será o reforço do sistema de saúde, com a consolidação do programa Saúde Ativa, que ampliou, junto aos hospitais, a oferta de exames, consultas e cirurgias eletivas de média complexidade.

Outro pilar importante para o futuro da saúde de Pelotas será a construção do Hospital de Pronto Socorro Regional, juntamente com o governo do Estado. A fortificação do Pacto Pelotas Pela Paz, a ampliação do turno integral na rede de ensino, o avanço das regularizações fundiárias e a conclusão das obras da ETA São Gonçalo e da ETE Novo Mundo, são outras iniciativas fundamentais para o próximo mandato.

 

*Com informações da correspondente Angélica Silveira

deixe seu comentário